Your address will show here +12 34 56 78
Good Ads, Google Ads

O Google Ads já é conhecido de todo mundo que já abriu um site, leu um artigo sobre marketing digital ou já tentou se aventurar no mundo do e-commerce.

Parece um verdadeiro bicho de 7 cabeças, certo? Mas na realidade é mais simples, intuitivo e eficiente do que parece.

Por essa razão, dada sua facilidade e praticidade de executar ações, o Google Ads tem sido adotado recorrentemente por micro, pequenas, médias e grandes empresas.

Estar no Google Ads, atualmente, é imprescindível para qualquer negócio que visa o crescimento. 

Então, nos diga, por que você ainda não está no Google Ads (antigo Google Adwords ou Links Patrocinados) ou por que ainda não adotou uma estratégia formal para a ferramenta? Bom, a Good Ads tenta te ajudar.

Importância do Google Ads no presente e no futuro

O Google, como um todo, é o site mais utilizado no mundo, ou mecanismo de busca mais utilizado do mundo. Seus recursos abrangem todos os âmbitos das pessoas que acessam a internet.

Dessa forma, o Google é um acumulador de dados pessoas. Assim, ele sabe:

  • O que um potencial cliente quer;
  • O que um potencial cliente procura;
  • O que um potencial cliente pensa;

Com essas específicas características, é possível desenhar o mapa de consumo das pessoas; suas respectivas idades; seu gênero. 

Dessa maneira, a própria plataforma, sob o poder dessas informações, consegue organizar um buscador personalizado para cada um.

Usemos de exemplo duas pessoas: 

  • Clara, 24 anos, estudante de design e apaixonada por viagens;
  • Vanessa, 28 anos, mestranda em Relações Internacionais e interessada em política;

Quando Clara e Vanessa procurarem por ‘Estados Unidos’ no Google, a pesquisa irá sugerir duas coisas diferentes para cada uma; direcionadas especialmente para cada um.

Enquanto Clara receberá promoções de passagens aéreas, dadas suas pesquisas anteriores, Vanessa receberá notícias vinculadas à Casa Branca, ao atual presidente norte-americano e assuntos que circundam a política norte-americana.

Personalização dos Ads para Google

Dessa maneira, a personalização dos Ads é facilitada, uma vez que o próprio sistema, ao questionar o público-alvo, seleciona o que é melhor para ser destinado a este alguém.

Por conta disso, o Google Ads já segmenta o público a ser atingido. A faixa etária, o gênero e, sobretudo, o local para onde os anúncios são destinados.

Assim, com muita especificação, o público-alvo se torna mais diverso, plural e acertivo. Afinal, com tantos detalhes, fica até mais fácil abranger este público maior.

Google Ads para alcançar um público maior

Imaginando um comparativo com redes sociais, por exemplo, o Google Ads é mais focado nas pesquisas por interesses do Google.

Ou seja, são pessoas procurando soluções para específicos problemas. É o segredo pontual de uma estratégia digital, na realidade: 

  1. A pessoa tem um problema;
  2. Ela busca a solução no Google;
  3. A solução é encontrada em seu site;

Agora, como convencer essa pessoa a adquirir essa solução? Pois bem, o mais difícil você já conseguiu, que foi atrair a pessoa com problema à solução.

Contudo, é essa a ideia do Google Ads: facilitar o alcance da solução para problemas rotineiros.

Razões para adotar o Google Ads na sua pequena empresa

  • O custo/benefício é o melhor;
  • Dezenas de centenas de milhares de usuários a serem alcançados;
  • Facilidade para micro e pequenas empresas;
  • Estratégia que apresenta excelentes resultados a curto prazo;
  • Exposição da marca para um grande público;

Por que os Ads serão cada vez mais importantes?

A importância não está só no Google Ads, mas em todas as ferramentas de anúncio democráticas na internet.

Isso porque as mídias digitais democratizaram a propaganda. Se antigamente as mídias convencionais (como rádio, TV e jornais) cobravam um valor inimaginável para o pequeno produtor, hoje a internet facilita esse acesso.

Por essa razão estar em dia com Ads é investimento a curto, médio e longo prazo. Além disso, é sempre importante ressaltar que, quanto mais se espera para aderir à estratégia, mais ela vai ficando popular.

Mais popular, mais concorrência. Portanto, pense nisso!

Para saber mais, acesse esse link aqui: Google Ads para você como pessoa, empresário ou vendedor online!

0

Good Ads, Google Ads, Marketing Digital

Durante o mês de maio de 2020, um perfil no Twitter intitulado de Sleeping Giants Brasil apareceu colocando informações na mesa de usuários e também de grandes empresas.

O perfil no Twitter era originário de uma iniciativa homônima iniciada nos Estados Unidos, que denunciava às grandes e pequenas empresas que utilizam a ferramenta do Google Ads para anúncios em diversos sites espalhados pelas redes.

Contudo, as várias marcas que utilizam o Google Ads sequer sabem para onde seu anúncio pode ir, podendo, assim, estar atrelado a sites com conteúdos duvidosos. 

Em virtude disso, a iniciativa visava alcançar as empresas, expor a marca em sites de conteúdos propagadores de fake news e cobrar um posicionamento das mesmas.

E deu muito certo! Com pouco mais de um mês de criação, o Sleeping Giants Brasil já alcançava 370 mil seguidores no Twitter, além de chamar (e muito!) a atenção de grandes empresas, receosas sobre onde seus anúncios eram expostos.

Imagem da marca atrelada a sites de conteúdo duvidoso

Com a divulgação da iniciativa da Sleeping Giants, as marcas começaram a avaliar e cuidar muito mais onde os anúncios eram expostos.

Por conta do Google apenas lançar automaticamente os anúncios em sites, muitas empresas sequer sabiam que estavam financiando os tais sites de conteúdos suspeitos.

A ausência de uma resposta a Sleeping Giants e aos usuários que igualmente cobravam, poderia trazer uma imagem negativa às empresas, uma vez que seriam interpretadas como coniventes ao financiamento indireto.

Dessa maneira, uma imagem negativa é atrelada à marca; e isso nenhum anunciante deseja na hora de consolidar o seu produto/serviço na web, pois, uma vez marcada com imagem negativa, a marca deverá batalhar pela sua imagem positiva (quando se consegue).

Como estabelecer segurança para os anúncios?

Estabelecer anúncios seguros é ter alguém especializado para o trabalho. É dar atenção e gestão ordenada para que sites de conteúdos duvidosos exponham a marca.

Pode conter o público alvo, pode conter a persona apontada… mas nada disso vale uma imagem negativa para mil apenas para conquistar 10. 

Assim, é preciso fazer levantamento de sites com conteúdo duvidoso e bloqueá-los dos anúncios. Ter esse comprometimento com o público é, de antemão, colocar-se como uma empresa segura e íntegra.

Afinal, onde você anuncia sua marca diz muito sobre o posicionamento e a visão da sua marca. 

Dessa forma, para estabelecer segurança para os seus anúncios é imprescindível um especialista por trás do gerenciamento dos Ads.

Investir em agência especializada

É fundamental ter especialistas coordenando as ações de uma empresa. Ter à frente quem entende do assunto é um passo importante para se sobressair perante à concorrência. 

O principal é saber como anunciar e com quem anunciar. Empresas responsáveis almejam profissionais responsáveis.

Quando se trata de anúncios online, a infinidade riscos se somam às possibilidades de erros. Para diminuir riscos e erros, o ideal é ter um especialista. 

Dessa maneira, o que poderia custar um alto preço pode render um grande valor.

Vantagens da agência especializada em Google Ads

  • Segurança nos anúncios e onde serão expostos;
  • Retorno certo com os anúncios;
  • Rentabilidade garantida;
  • Anúncios de qualidade e chamativos;
  • Desenvolvimento de leads e compradores;

Gestão profissional dos anúncios é importante

Ninguém deseja a imagem negativa para um negócio. Ainda mais se tratando de um projeto tão próspero e que ainda almeja um espaço a ser conquistado na web. 

Por conta disso a dica sempre é: confie em profissionais especialistas. Serão eles os responsáveis principais por transformar a verba em investimento e não em gastos.

Quer alcançar a primeira página do Google e uma boa reputação entre os usuários? A Good Ads, sem dúvidas, é a agência especializada que sua empresa precisa para o trabalho!

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja também o nosso sobre: Como anunciar online em Google Ads com a Good Ads e tire algumas dúvidas!

Botão blog com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São CarlosBotão entre em contato com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São Carlos

1

Good Ads, Google Ads, Marketing Digital

Compras online em crescimento significam duas coisas bastante simétricas: 1) as compras online cresceram (quão óbvio isso pode ser?); 2) as buscas online consequentemente cresceram.

Por incrível que pareça a segunda indicação é a mais valiosa, sobretudo para quem tem um e-commerce. Isso porque, por mais vantajoso que seja o aumento de compras online, elas com certeza aumentaram em setores já “viciados”. 

Setores “viciados”, vale destacar, são as grandes lojas de e-commerce do Brasil; as já gigantes conhecidas do mercado. Como, então, utilizar isso ao favor do pequeno e-commerce?

Existem algumas estratégias a se investir para atrair uma parcela do público que usa muito o Google para pesquisas e é atraído de uma forma diferente por um serviço ou produto.

Como concorrer no mercado de e-commerce

Sem dúvidas o e-commerce é bastante concorrido, mas há maneiras de conseguir amplo destaque no setor e assim, entre gigantes, um pequeno conseguir ampla atenção do público. 

Um pequeno e-commerce deve atrair o público por caminhos mais ortodoxos do que se imagina, e estes são:

  1. Preços atrativos;
  2. Frete em conta;
  3. Layout limpo e de fácil navegação;
  4. Publicidade direcionada;
  5. Credibilidade e confiabilidade;

Construindo campanhas e uma imagem com marketing online

Em primeiro lugar, os preços atrativos devem ser coerentes com a capacidade do e-commerce em oferecê-los. Contudo, algumas ideias podem estar alinhadas ao preço, como o frete em conta.

A gratuidade do serviço para compras acima de um valor x é sempre uma ideia interessante. Além disso, um plano de fidelidade com descontos a médio e longo prazo pode ser atrativo para os compradores, que voltarão ao site recorrentemente.

Outro ponto fundamental também diz respeito às visitas recorrentes. Com ofertas honestas e constantes em diferentes frentes, o cliente retorna para observar novas promoções constantemente.

Por esse motivo é importante focar no layout limpo, navegável e totalmente intuitivo. Dessa maneira mais fácil se torna encontrar o que é procurado. Afinal, quem direciona o cliente é o próprio site. 

Todavia, novas visitas também se fazem necessário. Por essa razão o investimento em publicidade deve ser constante, para que sempre haja novas pessoas no e-commerce. 

Tendo um site fluído, preços atrativos e promoções constantes já antes de novas visitas, facilmente tem-se uma chance maior de manter esse novo visitante. 

Para isso, não é necessário um grande budget. Cerca de R$ 1000 mensais na mão certa já são o suficiente para um implemento coerente e com manutenção adequada.

Somando-se a isso há a necessidade da credibilidade. E como conquistá-la? Pois bem, há diversos caminhos, que podemos traçar com mais detalhes em um artigo exclusivo a esse segmento, que tal? 

O necessário agora é investir em Ads para estar à frente de uma concorrência estagnada. Isso porque é necessário reconhecer quem são os devidos concorrentes de um segmento tão competitivo.

Vantagens de investir em Ads

Por conta disso, é sempre importante estar investindo em publicidade com o e-commerce. Com o salto de pesquisas e número de compradores em alta, investir em Ads para aparecer virou imprescindível.

Dentre as vantagens de investir no Google Ads estão:

  • Aparecer para o público comprador;
  • Estar na primeira página do Google com facilidade;
  • Disputa espaço com grandes empresas e pode chamar a atenção pelo diferencial;
  • Linguagem objetiva e direta com o usuário;
  • Credibilidade e ganho de terreno no meio;

O Google Shopping também auxilia

Investir em uma boa chamada no Google Shopping também é ideal para o pequeno e-commerce. Afinal, ali todos aparecem como iguais.

É no título, na descrição, na chamada, na imagem… são várias maneiras de usar da criatividade para prender a atenção do usuário. 

O que fazer, porém, depois que o cliente entra no site prestes a comprar? Bom, isso depende do nicho, do segmento e da popularidade do produto. São papos para outros verões.

Crescimento é constante e investimento é presente

Não basta apenas um budget fixo para investir em publicidade segura e eficiente. É preciso manutenção de anúncios e estratégias ordenadas conforme mudanças ocorrem.

O Google é uma ferramenta delicada, que exige estudo mensal, semanal e até diário para saber como é o melhor funcionamento.

Com atualizações constantes e mudanças repentinas, o ideal é sempre ter um especialista por trás destes anúncios.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja também o nosso sobre: Como é investir em Google Ads ou Anúncios Online com a Agência Good Ads

Botão entre em contato com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São CarlosBotão blog com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São Carlos


0

Conectados, Dicas, Google Ads, Marketing Digital

O Bomboclaat, para ser direto e sem enrolações, trata-se de um termo de origem jamaicana, pelo qual os usuários da rede social são convidados a escolher uma determinada legenda para uma foto/vídeo.

Dessa maneira, os usuários podem repostar a publicação captada e indicada com bomboclaat, e assim criar uma legenda pessoal para a publicação.

Servindo como uma espécie de tag para fácil localização dos usuários, o bomboclaat é um convite para o compartilhamento, a repostagem e, dessa forma, a propagação de um determinado meme que pode ter inúmeros desdobramentos.

O bomboclaat na prática

Como já mencionado, o termo tem origem jamaicana, e, tal qual sua descendência estipula, o jargão expressa o significado de surpresa, irritação ou até estranhamento/curiosidade.

Contudo, entre os usuários da rede social, sobretudo no Twitter, ele se alterou para algo como “explique essa foto” ou ainda “crie uma legenda para isso”.  

De acordo com os dados coletados do Google Trends, ferramenta vinculada ao Google que monitora demais pesquisas na internet, o “bomboclaat” viralizou definitivamente no último trimestre de 2019, mais precisamente em outubro.

Vale destacar também que o termo jamaicano, no seu país de origem, é também utilizado como um palavrão. Na Jamaica, de acordo com o Urban Dictionary, o jargão é uma expressão de raiva que se refere vulgarmente a papel higiênico e absorventes menstruais.

Originado no Twitter

Originário do Twitter, que acumula seus memes próprios, o bomboclaat foi utilizado pela primeira vez, ao que tudo indica, em meados de setembro, pelo usuário @rudebwoy_lamz.

Na oportunidade, a imagem era de um personagem do desenho animado catdog. A publicação compunha duas imagens do ratinho que aparecia em sua toca, e logo depois dava meia volta e retornava. 

Os usuários não perderam tempo, e logo compartilharam o viral, dando uma legenda pessoal para a imagem aparentemente simples e de pouco sentido inicial.

Como usar o bomboclaat em uma estratégia digital?

Essa estratégia não serve apenas para o bomboclaat, mas sim para vários termos que acabam invadindo invariavelmente o Twitter.

No mês de julho, a tag “sco pa tu manaa” também acabou virando um hit na rede social. Seu significado era algo como “o que isso te lembra”. 

Logo substituída pelo bomboclaat, a “sco pa tu manaa” sequer foi reconhecida por usuários de outras redes sociais. No entanto, colocar uma foto que agregasse a tag trazia uma interação primorosa com os usuários da rede social.

É desse forma que o bomboclaat, ou ainda qualquer outro termo que surja em seguida, também se portará. 

A ideia é sempre a interação dentro da rede social, e a participação ativa entre perfil e demais usuários do site.

Atividade constante na rede social

Utilizar o Twitter como estratégia digital pode ter um efeito extremamente positivo, ou sequer produzir um efeito.

O importante é estar alinhado com os usuários da rede social: participando, comentando, fazendo tags e assim por diante.

Por essa razão é fundamental constituir uma estratégia muito bem pensada, e que seja, além de adequada, condizente com a expectativa dos usuários da rede social.

Afinal, o público do Twitter é muito diferente do Instagram e do Facebook, tendo um jeito próprio e particular de se comunicar dentro dessa grande bolha websocial.

Bomboclaat: os termos surgem e desaparecem no mesmo ritmo

E assim como o “sco pa tu manaa”, o bomboclaat também perderá seu trono. Mais enfraquecido desde que surgiu, ele ainda permanece como um meme exclusivo do Twitter.

A importância, porém, em quem quer constituir uma estratégia digital consolidada dentro da rede social é estar atento ao que está em alta, o que se comenta e como isso pode impactar na sua empresa.

Dessa maneira, o contato mais aproximado com o usuário será mais eficiente, e a estratégia elaborada promoverá frutos no futuro.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja também o nosso sobre: Feng-shui a arte milenar que pode ser usada no seu home-office segundo a Good Ads Marketing Digital

Botão entre em contato com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São CarlosBotão blog com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São Carlos

0

Good Ads, Google Ads, Marketing Digital, SEO

O ano é 2020 e ainda tem quem duvide da eficiência do marketing digital. A crescente dessa categoria de marketing foi notória nos últimos 10 anos. 

Por esse motivo, de nada adianta ter um site e ele não estar preparado para receber as visitas. Mas, o que quer dizer com estar preparado para receber as visitas? 

Pois bem, pensemos no site como um espaço comercial, por exemplo. Ele está desorganizado, o cliente não consegue achar nada e sequer consegue achar com facilidade o endereço do local. Isso é ruim, certo?

Funciona o mesmo com um site. Um portal que não é intuitivo, é desorganizado e escondido nas últimas páginas do Google jamais atrai o usuário.

Afinal, quem está na internet quer encontrar o que deseja de modo fácil, prático e totalmente eficiente. 

Por esse motivo as estratégias de marketing digital tem uma grande diferença do marketing convencional: elas não visam apresentar um produto, visam proporcionar facilidade ao encontrar.

5 estratégias de marketing digital para adotar imediatamente no seu negócio

Aparecer, permanecer e manter. O tripé do marketing digital se mostra embasado em algumas estratégias específicas, que necessitam atenção de quem busca adotar tais medidas.

Dessa maneira, uma estratégia inicial de marketing digital deve conter cinco ações básicas para crescer aos olhos do público, e, claro, do Google. Confira!

Google Adsense: para aparecer

O Google Adsense serve como a porta de entrada para o marketing digital. É o modo mais rápido e eficiente de saltar e se apresentar para o público. É como sua marca dissesse: Oi, estou aqui! Posso ajudar?

Então, você deve conseguir prestar essa ajuda. Afinal, quem está na busca pela internet procura pela solução de um problema. Dessa maneira, deve-se levar ao conteúdo proposto pela empresa, através de um blog, por exemplo.

SEO: para permanecer

O SEO (Search Engine Optimization) é a forma usual para cavar um espaço no Google; nas primeiras páginas do buscador. 

Através de técnicas pontuais, é possível se posicionar em uma página do Google, e, avançando o uso de tais técnicas, alcançar a almejada primeira página de pesquisas vira uma possibilidade real.

Email Marketing: para apresentar

O email marketing é uma excelente maneira de apresentar novos conteúdos, além de informações complementares que sejam atualizadas. Mantém-se, assim, o potencial cliente informado constantemente.

Dessa maneira, o email marketing é um contato próximo de informação direta entre empresa e usuário. Algo como um pequeno “jornal quinzenal” sobre as novidades referentes a produtos/serviços.

Uma mídia social: para conectar

De início. concentre-se em uma rede social em que seu público mais esteja engajado. Para jovens-adultos, o Instagram é o ideal. Enquanto isso, para pessoas acima de 35-40 anos, o Facebook é a melhor opção.

Por meio disso, cria-se uma comunidade dentro da mídia social, que se conecta, se informa e se auxilia no necessário.

(Aqui temos o instagram de nosso parceiro que faz mídias sociais ou redes sociais, clique aqui!)

Blog: para informar

Lembra quando mencionamos a necessidade de manter o usuário no site? Pois bem, o blog é essa necessidade. Mesmo que existam outros canais de informação, tudo deve estar concentrado no blog.

Ele precisa ser chamativo, ter conteúdo e, principalmente, assistir aos usuários. Oferecer ajuda e solução para os problemas enfrentados. 

Além disso, é sempre importante recordar: não se deve tratar o blog como promoção de produtos e serviços. É uma plataforma de informação.

E você, vai ficar para trás? Adotar o marketing, sobretudo em momentos de crise, é essencial para contornar problemas e assim sobressair diante da concorrência.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja também o nosso artigo sobre: Feng-shui uma técnica Chinesa Milenar para usar em Home-office e escritórios também

Botão entre em contato com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São CarlosBotão blog com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São Carlos

1

Conectados, Good Ads, Google Ads, Marketing Digital

Bom, Ads é um termo concretizado dentro do marketing digital há algum tempo. No Brasil, ele começou a se popularizar em meados de 2010, mas sob o nome de Links Patrocinados (recordou agora?).

Então, Ads e Links Patrocinados possuem a mesma definição. Um Ads é um Link Patrocinado e vice-versa.

Sendo assim, um ads é a promoção que se faz dentro da empresa por intermédio de alguma plataforma, o Google Ads é feito no Google e em sites parceiros. 

Eles podem ter várias definições diferentes, abrangendo banners em sites, vídeos no YouTube ou ainda colocarem-se em primeiro lugar nas pesquisas do Google sobre o assunto.

Por conta disso, os ads são indispensáveis dentro de estratégias digitais. Não existe estratégia digital sem o uso de ads, ou pelo menos, são raras…

Isso, inclusive, vale não só para o Google Ads, como também para o Facebook Ads, o Instagram Ads e até mesmo o Twitter Ads. Afinal, as redes sociais não podem ficar de fora de estratégias do Marketing Digital.

Relação entre Ads e Marketing Digital

A relação de Ads e Marketing Digital é indissociável. Falar de Links Patrocinados ou Ads é falar em Marketing Digital.

Contudo, é necessário sempre se ater a alguns importantes detalhes para fomentar corretamente uma estratégia completa de marketing online:

  1. Experiência no que se faz;
  2. Estudo de mercado;
  3. Criação de conteúdo;

Essa é a base da pirâmide que começa a ser construída para a formação de uma estratégia digital consolidada e eficiente. 

Formato dos links patrocinados

São conhecidos três formatos populares de ads. Cada um deles abrangerá uma esfera diferente de público a ser atingido, e aí já começa a importância da experiência com o trabalho. São eles:

  1. Por palavra chave: a palavra escolhida para sintetizar o produto/serviço é escolhida, e, assim, toda a vez que o usuário buscar por ela nos mecanismos de busca (Bing, Yahoo, Google), encontrará o site;
  2. Por assunto: assuntos relacionados indicam a publicidade da sua marca;
  3. Por perfil: através do perfil do público-alvo, é possível atingi-los de modo direto, sobretudo se houver dados mais aprofundados, principalmente com estratégias envolvendo email marketing;

Motivos para adotar a estratégia de Ads

Adotar a estratégia, sobretudo com o Google Ads, é fundamental para o sucesso de uma campanha online. Isso porque é o mecanismo de busca mais utilizado do mundo, além de tantos outros benefícios, tais como:

Excelente custo-benefício

O baixo valor de entrada em uma “disputa” de campanha chama muito a atenção. Pode ser, sem dúvidas, um diferencial para economizar no orçamento, e assim investir em outras frentes do marketing digital.

Resultados rápidos 

Sempre se diz que o marketing digital é um processo de longo prazo. Entretanto, quando bem pensado, elaborado e esquematizado, os resultados tendem a ter uma curva de crescimento mais acentuado logo no início, sobretudo com o auxílio dos ads.

Expõe a marca

Além de tudo, a exposição da marca é imensa, afinal estará logo na primeira página do Google em um curto espaço de tempo: o sonho de todos os que trabalham com Marketing.

Por que o conteúdo é fundamental para aliar aos Ads?

Assim, no final, chega-se ao conteúdo. Os Ads apresentam a marca, mas quem faz permanecer é o conteúdo. É só ele que manterá, seja no Google ou em redes sociais, a atenção do usuário.

Sem um conteúdo adequado, agradável e que some a ele, de nada adianta. Para além disso, ainda deve-se prezar pela originalidade. Ela é fundamental nesses casos!

E você, como tem pensado a estratégia digital? Saiba que a Good Ads trabalha de forma transparente e focada em todas as frentes do marketing online, desde os ads, à exposição, e, claro, o conteúdo.

Faça um orçamento conosco para assim crescer dentro do meio digital!

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja o nosso sobre: O que são hashtags? Como usá-las da maneira correta segundo a Good Ads!

Botão Contato Agência Good Ads de Marketing DigitalBotão Blog Good Ads Marketing Digital

0

Dicas, Google Ads, Marketing Digital, SEO

A Good Ads trabalha com vários segredinhos do Google. A maior parte deles, a maioria das pessoas que fazem gestão de Google Ads ou SEO já tem mais ou menos uma ideia do que é.

Contudo, depois de anos trabalhando no marketing digital em search, nós acabamos criando nossas próprias estratégias.

O Benchmark que usamos tem um certo “Q” de Good Ads, vamos pegando as melhores práticas do mercado e aplicando em nossos negócios. 

O que traz resultado nós mantemos e o que não dá resultado, descartamos, e assim vai no mundo do marketing digital.

Obviamente, serve para quase tudo na vida.

O que faz bem, você leva para frente, o que não faz, vira experiência!

Assim, vamos dar 3 dicas que podem ser aplicadas em Google Ads ou SEO para você fazer teus clientes, ou tua agência mesmo, subir nas buscas do Google, fica de olho!

3 dicas da Good Ads para subir nas buscas do Google

Sem mais delongas!

Caso o seu objetivo seja ficar na primeira página do Google, subir seu site e conquistar mais o público-alvo, aqui está 3 segredinhos 2020 de buscas do Google:

Primeiro segredo: Aumente o tamanho das suas meta descrições

Nós sabemos que para Google Ads (nome novo do Google Adwords, não sei, mas gostávamos desse antigo nome) não dá para aumentar o tamanho das descrições ou meta description de cada anúncio, afinal o Google limita isso, então essa é uma dica para SEO.

Também sabemos que a maior parte dos conteúdos diz para uma descrição vir com exatos: 155 letras e isso foi aprendido lá atrás, e nós usamos fielmente, mas, com o passar do tempo o Google mesmo achou mais interessante ter descrições maiores.

Dessa forma, haverá mais chances de encontrar respostas mais corretas, detalhadas e com descrições assertivas. Afinal, o Google tem como objetivo te levar exatamente para aquilo que você procura.

Assim, aumente sua descrição na hora de descrever seu anúncio de 155 para 230, com isso você poderá usar mais palavras-chave de acordo com seu nicho, usar palavras-chave de cauda longa, que trará ainda mais melhorias, descrever melhor o que desejas e trazer uma explicação mais detalhada do seu produto, serviço ou do que está oferencendo!

Segunda dica:Converse na língua do seu público-alvo

Sim, parece algo óbvio, você estar falando na mesma língua do seu público-alvo, ou seja, no Brasil você fala português e atinge o pessoal que está em São Paulo, Rio de Janeiro. Na Alemanha você fala alemão, Japão, japonês, e assim por diante…

Mas não é apenas isso.

Pesquisas apontam que a maior parte das pessoas com quem estamos oferencendo produtos, não entendem exatamente um linguagem formal, às vezes entendem, mas não faz parte do mundo delas, o que as afugenta.

Assim, essas mesmas pesquisas dizem que você precisa conversar com seu público como se ele estivesse na oitava série, ou seja, linguagens de alguém que está na oitava série consiga entender exatamente o que você está falando.

Não são gírias, mas sim um português coloquial, uma linguagem informal, no caso.

Isso se aplica na maior parte dos clientes, público-alvo e target, mas você pode sim, se seu público fala mais formalmente, usar esse tipo de linguagem mais rebuscada, é que, a maior parte das pessoas que fazem buscas do Google usam esse tipo de linguagem popular, como se estivesse na oitava série.

Terceiro e último segredo: Aposte em buscas por voz

Okay Google: Melhor agência de Marketing Digital do planeta e quiçá do universo.

Google: “Você quis dizer: Good Ads Marketing Digital?”

Hehe, brincadeiras à parte, a busca por voz está crescendo exponencialmente, com sistemas de captação de voz, seja nos celulares Androids com o Google, nos celulares iOs como a Siri e até a Alexa, as buscas por vozes estão aumentando demais.

Hoje, para facilitar, ao invés de escrever, milhões de pessoas usam o sistema de voz para encontrar produtos, serviços, blogs, vídeos e o que estejam procurando e aí, você precisa estar por lá também.

Para isso é simples: Pensa na experiência de voz como se você fosse fazer a busca, ou seja, pense em algo mais simples, linguagem informal como já falamos acima, e aí você poderá usar palavras de cauda-longa e ranquear mais fácil no Google com elas.

Vamos ao teste: Queremos buscar um Software ERP para pequenas empresas, então nós falamos:

Okay Google, melhor software ERP para micro e pequenas empresas no mercado.

Já aí, tua descrição para elencada no site do seu cliente está como:

Softwares ERP para micro, pequenas e grandes empresas. Saiba já como obter o melhor software para o seu negócio e controlar sua empresa com poucos cliques.

Nós seremos encontrados dessa maneira, fácil, veja as palavras-chave e a disposição. Claro que se você tiver uma disposição ainda melhor das palavras-chave de acordo com a busca o Google entenderá isso mais fácil e entregará o site do seu cliente ao público-alvo dele.

Agência de Marketing Digital Good Ads em São Carlos – SP

Enfim, nós da Good Ads vivemos procurando inovações no mundo do Search ou de buscas do Google para ajudar a melhorar o posicionamento de nossos clientes nas buscas.

Estar na primeira página do Google é que o gostamos de fazer com as empresas e negócios que trabalham conosco, e aí vão muitos testes A/B, criações, inovações, pesquisas e muito mais do Marketing Digital.

Se você gostou do conteúdo e isso te ajuda no futuro, ou mesmo no presente, compartilhe esse artigo nas redes sociais, será bom para todos nós.

Quanto mais informações no mundo das buscas do Google, melhor!

Hasta la vista pessoas do mundo digital!

Caso ainda não saiba o que é Google Ads ou Google Adwords clique aqui que a Good Ads te explica!

Botão Contato Agência Good Ads de Marketing DigitalBotão Blog Good Ads Marketing Digital

0

Conectados, Google Ads, Marketing Digital, SEO

Quantas vezes a gente não repete a máxima do “hoje eu vou dormir cedo”? Logo em seguida são 3h da manhã e estamos pesquisando se helicóptero tem buzina no Google!

Já adiantamos aqui que sim, o helicóptero tem uma buzina. Não como a dos carros, mas ainda assim é uma buzina de alerta ao comandante. 

Bom, agora que você sanou sua dúvida das 3h da manhã antes do celular ser programado para despertar em 4 horas e 31 minutos, que tal sanar algumas dúvidas a mais e encontrar as respostas que tanto busca no Google?

Pesquisas “sem sentido” no Google

Nenhuma pesquisa pode ser considerada sem sentido no Google. Apesar de considerarmos estas dúvidas sem pé e nem cabeça, é preciso lembrar da sua importância.

Quando você pesquisa qualquer tipo de dúvida, é comum o Google já ter a resposta direta na primeira página. 

Ou seja, aquele primeiro endereço online contém, em grande parte dos casos, a resposta para sanar essa dúvida/problema que você tem, seja às 3 horas da manhã, seja às 15h de uma tarde de trabalho.

“Comprar apartamento barato em Santo André”, “serviço de limpeza” ou ainda “comprar brinquedos na promoção”. Enfim, isso é parte da rotina do internauta. 

Todas essas dúvidas englobam uma mesma questão: resolver um problema. Seja uma dúvida banal, seja algo considerado mais importante.

Contudo, afunilando todas estas pesquisas (das banais às relevantes), tem-se um mesmo fim: a resolução de um problema.

Descobrir se helicóptero tem buzina é importante?

Desvendar se helicóptero tem ou não buzina pode não ser das dúvidas mais importantes de uma vida. Contudo, a importância está em como descobrir a resposta para uma eventual dúvida.

O primeiro resultado do Google comporta essa dúvida. E é nesse ponto que queremos focar: na importância de estar na primeira página do Google, e, acima de tudo, na primeira posição de pesquisas.

Cerca de 75% dos usuários se limitam à primeira página do buscador. Por outro lado, destes 75% que ficam na primeira página, mais da metade já consegue sanar sua dúvida no primeiro link do Google.

Esta é a importância do Google Ads e do SEO para qualquer site. Além de impulsionar o site com a primeira posição da primeira página, ele ainda terá agregada a credibilidade para a informação.

Pesquisas sem sentido que todos fazem (ou já pensaram em fazer) ao Google

Agora que você já descobriu que helicóptero tem uma buzina, que tal desvendar mais algumas respostas para perguntas sem sentido que todos fazemos ao Google? Confira!

Qual a diferença entre manteiga e margarina?

Talvez essa seja a mais fácil de ser respondida. Enquanto a manteiga é de origem animal, originada da nata de leite batida, a margarina é uma gordura de origem vegetal.

Quem inventou o bolo de cenoura?

Um dos sabores de bolo mais amados pelos brasileiros não tem um cozinheiro a ser creditado como o inventor. Contudo, é de consenso que foi uma criação brasileira há cerca de 90 anos.

Pode comer o papel do trident?

Esse mito era muito comum nas escolas do passado. Contudo, o papel do Trident não é comestível, e isso foi ressaltado pela própria trident em comunicado oficial.

hoje eu vou dormir cedo - quem abre a porta pro motorista do ônibusQuem abre a porta para o motorista do ônibus?

Caso a janela ao lado do motorista não esteja aberta para ele ter acesso à alavanca de abertura da porta, um dispositivo na parte da frente pode ser acionado para abrir a porta.

Existe cirurgia plástica para os pés?

Sim, existe, e são várias. Podem ser citadas o preenchimento de gordura para facilitar o uso de salto, a correção de dedos e até cirurgia para retirar joanetes. 

Por que a tampa do shampoo é para cima e do condicionador para baixo?

Questão de densidade. O líquido do shampoo é mais líquido, fazendo com que seja mais prático que a tampa fique para cima, evitando vazamentos.

Em contrapartida, o condicionador é mais denso, tornando mais prático seu uso com a tampa virada para baixo.

Pesquisa no Google já faz parte do dia a dia

Seja ela útil ou considerada inútil já é do cotidiano que ela seja feita. E, seja uma pesquisa considerada banal ou importante, é fundamental ter a consciência que todas terão o mesmo fim: sanar o problema.

Por isso, use e abuse do Google, e, caso tenha uma empresa, saiba que ela estar nos primeiros resultados facilita (e muito!) para que seu empreendimento seja popular na web.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! Escreva também qual é seu meme favorito de pesquisas no Google!
Temos outro artigo bem legal sobre Qual é o investimento incial em Google Ads?

0

Dicas, Google Ads, Marketing Digital

As redes sociais são ótimos mecanismos de prospecção. Afinal, as pessoas estão lá. Tendo público, há como propagar uma determinada mensagem. 

Entretanto, quando falamos em redes sociais, temos que pensar em público-alvo antes de tudo. Isso porque cada rede social abrange um público. Cada rede social propõe sua linguagem. Cada rede social abraça o usuário de uma determinada forma. 

Apesar de muito similares, há pontos que diferenciam cada uma delas. Por exemplo, enquanto no Instagram temos um texto que se sobressai antes da imagem, no Instagram temos o inverso. No Twitter… bom, no Twitter é como se fosse um outro mundo.

Todas passíveis de prospectar importantes pessoas. Transformá-las em clientes. Aderir à sua estratégia de marketing digital. Entretanto, é necessário, além de estar presente na rede social, fazer presença na mesma.

Quer saber como fazer isso? Confira!

Redes sociais para prospecção de clientes

Facebook, Twitter e Instagram: a tríade da internet atual. Há anos essas três redes dominam, e é a partir delas que a estratégia precisa ser construída. Contudo, como criar exatamente o conteúdo que o público dessa rede social consome? Tentamos desvendar isso!

Facebook: alinhamento do verbal e do não-verbal

O Facebook é a rede social mais popular e mista. Não ter um Facebook é praticamente como não ter uma identidade no meio digital. Portanto, trata-se de um grande público, e bastante heterogêneo.

Para quem criar o conteúdo? O direcionamento se dá a partir do estudo do seu público específico. Por isso, é necessário entender, conhecer e se aproximar do seu público. Fazer parte e interagir nas comunidades (grupos) nos quais se encontram esses potenciais clientes.

No Facebook há uma liberdade grande de criação. Então é possível misturar memes com gráficos, por exemplo. Sua marca não perde credibilidade com isso. Na realidade, o efeito é totalmente positivo.

E no Facebook, textos curtos são indispensáveis. No máximo três parágrafos. Nada mais do que isso. Seja chamativo, e busque levar a pessoa para o blog com títulos atraentes (mas jamais enganadores) e, claro, imagens que despertem curiosidade.

Por fim, converse e interaja com seu público. Construa relacionamento dentro da rede social. Questione, dialogue, peça dicas e incentive a participação de quem te acompanha de alguma forma.

Instagram: imagem e vídeo prevalecem

O Instagram tem uma proposta diferente, e, por isso, exige uma forma diferente de ser utilizado. Antes de tudo é fundamental reconhecer todos os recursos disponíveis do Instagram.

Partindo do princípio de que todas as possibilidades da rede já são previamente conhecidas, é necessário aliar a imagem de quem está por trás da marca com a própria marca.

Isso porque as pessoas querem ver de quem elas compram. Querem a credibilidade aliada à pessoa, para, dessa forma, serem convencidas a confiar no que se está vendendo. 

Para posts, é sempre recomendável um feed padrão, buscando organização. Padronização de filtro, imagens similares e afins. Ter um padrão para primeira vista é indispensável.

Vídeos e imagens podem (e devem) prevalecer em relação aos textos. Por isso, sempre priorize um bom trabalho de edição de imagens e vídeos originais para a plataforma.

Twitter: imersão e presença – outro estilo nas redes sociais

Por fim, o Twitter é, provavelmente, a mais diferente de todas as redes sociais. Nele, exige-se uma imersão da marca para participar ativamente das discussões mais relevantes da plataforma.

Utilização de hashtags, interações com celebridades, interação com os próprios usuários, utilização de GIFs, memes e afins. 

No Twitter é fundamental estar ativo, e o acompanhamento dos trends (os Trending Topics da plataforma) é indispensável. É a partir deles que sua marca se fará presente na rede social.

Engajar para crescer

Apesar de as redes sociais terem suas diferenças no trato com o público e conteúdo, todas elas apresentam o mesmo objetivo e ação: engajar para crescer. Embora cada uma no seu estilo, todas devem proporcionar isso.

Engajar gera, consequentemente, crescimento, e é exatamente isso que toda a marca procura. Afinal, quando uma marca agrega ao usuário, há uma troca constante e também consistente.

A Good Ads tem a experiência necessária para promover seu negócio

Entretanto, apesar de todas as dicas, é sempre bom ter profissionais capacitados que entendam a linguagem das redes sociais por trás da sua marca. O chamado “cancelamento” na web pode gerar um impacto negativo (e irreversível) na sua marca.

Por isso, tudo que deve ser publicado antes precisa passar de uma curadoria. Dessa maneira, ganha-se usuários, engaja-se pessoas e a conversão em clientes é mais do que certa.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja o nosso sobre conteúdo certo para o público certo! Good Ads

Botão Contato Agência Good Ads de Marketing DigitalBotão Blog Good Ads Marketing Digital

0

Google Ads, Marketing Digital, SEO

O Marketing Digital vem, na verdade, de uma vertente do Marketing convencional já conhecido. Pode parecer uma informação surpreendente, mas o marketing tem início datado há mais de 500 anos.

Estima-se que o surgimento do Marketing tenha acompanhado a invenção de Gutemberg da prensa tipográfica. Revolucionária para a comunicação humana, a prensa passou a ser utilizada para as mais diferentes finalidades.

Uma destas foi a propaganda, que, na realidade, começa a passar por um processo de transição de tempo a partir daí. 

O mais incrível do Marketing é como ele evoluiu de acordo com as necessidades, e agregou características e expandiu o leque de vertentes ao longo dos anos. 

Contudo, o Marketing Digital tem uma origem um pouco diferente, desde seu surgimento, até da transição à evolução, bem como as mudanças da qual é obrigado a passar. 

Neste artigo, reunimos um resumo completo de tudo o que você precisa saber sobre a história do Marketing Digital.

Como e quando surgiu o Marketing Digital?

O marketing digital teve origem no surgimento da era da informação. Dessa forma, ele surge paralelamente ao nascimento da internet, estimada na década de 1960, e popularizando-se nas décadas de 1980 e 1990.

Assim como nos dias atuais, essa estratégia digital era utilizada com intuito de alavancar um negócio. Aprimorava-se, através de pesquisas e mensuração de resultados, a criação de materiais que atraíssem o público.

Claro que a mudança foi gradativa ao longo dos anos. Enquanto que nos anos 1980 e 1990, sobretudo no Brasil, uma pequena porcentagem de pessoas tinha acesso a computadores, nos Estados Unidos o número era muito maior.

No entanto, atualmente, com a facilitação de acesso, principalmente a smartphones, a mudança, inclusive na linguagem do marketing digital, mudou completamente. 

Mas o que é Marketing Digital?

Traçar a história do Marketing Digital, é contar a evolução da internet. Nos Estados Unidos, por exemplo, a era da informação tem início no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, quando sites começaram a surgir, e a população começou a ter acesso facilitado ao serviço.

Já no Brasil, por outro lado, esse boom acontece em meados dos anos 2000, com a popularização do computador, e dos serviços de banda larga, que no início do milênio ainda tinha, como majoritária, a conexão via internet discada. 

Dessa maneira, quando os primeiros serviços de 150kb de internet começam a se popularizar, a era da informação tem início. Pessoas passam a criar conteúdo para pessoas. Pessoas começam a propagar para pessoas.

É assim que o Marketing Digital começa a surgir no Brasil. Sutil, mas percorrendo andares, e não mais degraus. O avanço rápido da tecnologia, e da evolução das próprias tecnologias de informação, fez com que o Marketing Digital passasse a ser majoritário.

Nesse caminho, a utilização de blogs, email, redes sociais, sites profissionais e empresariais e outras fontes foram circunstanciais para o avanço da estratégia digital. 

Através destes canais, o lançamento de campanhas publicitárias e ofertas de produtos eram facilitados. Além disso, também foi possível a divulgação prática de estabelecimentos e ofertas de serviços, desde locais até internacionais. 

Isso tudo abrange o público-alvo delimitado, que, atualmente, fica muito mais prático de ser captado. Afinal, com informações disponibilizadas, e estratégias concisas, é possível atingir exatamente quem deseja-se atingir. 

Como se elaborada a estratégia?

Por meio disso, uma descrição clara, objetiva e eficiente pode ser determinante para atrair um potencial cliente. 

Define-se, portanto, uma estratégia clara de oferta ao público, aplicando-se técnicas de SEO, investindo em Google Ads e focando-se nas redes sociais para atrair um grande público.

Dessa maneira, o marketing digital aparece como um alavancador de marca. Através de estratégias previamente acordadas, é possível atrair uma gama maior de público, segmentada, e que, provavelmente, sem a estratégia digital seria dificilmente atraída.

Afinal, a quem estava restrita a propaganda de massa? Às grandes empresas! Atualmente, uma pequena empresa pode aparecer tanto quanto a multinacional, basta ter a estratégia correta previamente estabelecida, além de um público-alvo bem definido.

Como era antes?

E é através disso que analisamos como era no passado recente. Afinal, você lembra como era o marketing antes da era digital começar a tomar a linha de frente das estratégias e publicidades? 

Antes de todo o avanço tecnológico que atingiu o mundo, além, claro, do próprio aprimoramento e lapidação do marketing digital, a divulgação de produtos e serviços se dava, majoritariamente, e até pode-se dizer restritamente, aos veículos de comunicação da época.

Jornais, revistas, televisão e rádio tinham por objetivo ser os meios de comunicação em massa. A fim de conquistar o boca a boca da população, campanhas massivas eram formuladas, com o intuito de atingir uma grande parcela da população.

Concorrência desleal

Poucas eram as empresas, no entanto, capazes de manter o investimento nesse tipo de divulgação. A saída foi o marketing físico, com folders, outdoors e placas de publicidade espalhadas pelas vias e ruas das cidades.

Com o advento do marketing digital, nota-se uma equiparação no potencial de investimento, sobretudo para quem conhece definitivamente seu público dentro do meio tecnológico.

Gastos x investimento

Se antigamente gastava-se um budget elevado para aparecer na televisão, e assim atrair uma massa heterogênea de pessoas (em que muitos sequer faziam parte do público-alvo), atualmente, com o marketing digital, tem-se, não só um budget menor como exigência, mas uma segmentação maior do público homogêneo que deseja-se atingir.

O investimento pluralizou, e possibilitou-se uma maior gama de publicidade, e, além disso, mais segmentada. 

Se antigamente a desvantagem era gigantesca para as micro e pequena empresas, atualmente a concorrência se equilibra, bastando ter um plano de marketing corretamente formulado.

O Marketing e a era digital

A televisão foi a grande revolução do marketing. O rádio era o principal veículo de comunicação à época. Contudo, ao se relacionar áudio e vídeo, a televisão ganhou projeção.

Em 1973, a primeira chamada de celular foi feita. Contudo, foi em 1981 que a grande revolução acontece, com a IBM apresentando o primeiro computador pessoal. Em 1984, o primeiro Macintosh surge.

Nos EUA dos 1990 acontece o verdadeiro boom da internet, tanto para fins militares, como industriais e então pessoais. 

Não demorou muito desde a apresentação dos computadores pessoais para que impressoras pessoais também surgissem. Assim, a facilidade para impressão de publicidade física tornou-se facilitada.

Entretanto, a grande consequência do computador pessoal foi a internet e, posteriormente, o email. 

Foi no ano de 1994 que a primeira mensagem eletrônica foi automatizada e enviada em larga escala (diga-se, aqui, o primeiro spam, enviado para milhares de correios eletrônicos).

O poder que o email mostrou possibilitou, assim, o surgimento do email marketing, comum e presente até os dias de hoje, e totalmente atemporal.

Do resultado desse spam, uma estratégia de marketing digital presente até os dias de hoje surgiu. O email marketing se popularizou, e foi o marco do marketing na era digital.

Dessa nova estratégia de marketing, surgiu uma linha do tempo gradativa, num intervalo curto de tempo, abrangendo: 

  • Surgimento dos mecanismos de busca e preocupação com SEO;
  • Dos blogs surge o Marketing de Conteúdo;
  • O Fenômeno do Facebook desencadeia o Marketing de Redes Sociais;
  • Google Ads cria a monetização da propaganda de micro a grandes negócios;
  • Dispositivos móveis obrigam a criação de responsividade, objetividade e clareza na mensagem;

Dessa maneira, a partir das várias conexões possibilitadas pela internet, o marketing digital emergiu. Emergiu para expandir marcas, serviços e produtos que o convencional jamais conseguiria divulgar para a grande massa.

10 vantagens do Marketing Digital para o Marketing Convencional

  1. Possibilita conquistar presença e visibilidade no meio online;
  2. Tem uma alta escalabilidade, o que proporciona alcançar vários espaços ao redor do mundo;
  3. Construção de uma audiência fidedigna, real e segmentada;
  4. Acompanha a jornada de compra do cliente e abrange estratégias relacionadas ao funil de vendas;
  5. Desenvolve um relacionamento mais próximo – de um para um – com a audiência;
  6. Fideliza clientes e garante, além de credibilidade, autoridade;
  7. Destaca-se em relação à concorrência que pouco investe na estratégia digital;
  8. Permite a análise de métricas para tomada de futuras decisões e ações;
  9. Custo-benefício maior em relação ao marketing convencional;
  10. Aprimora e melhora as taxas de conversão de clientes em leads;

O Marketing Digital vai extinguir o Convencional?

Não, o Marketing Digital não vai acabar com o Marketing Convencional. Contudo, a presença do digital diminui, cada vez mais, a potencialidade do convencional.

Com a capacidade de atingir um grande público segmentado, as estratégias digitais têm servido, inicialmente, como uma ação tangente, embora tenha assumido o protagonismo nos últimos anos.

Com a passagem das primeiras décadas de amadurecimento do Marketing Digital, especialmente no Brasil, é uma perspectiva de futuro que as ações digitais tornem-se majoritárias.

Acima de tudo, transformem-se em ações pontuais, apesar de que as convencionais ainda terão o seu público. Afinal, no Brasil, o acesso às tecnologias de informação é um privilégio a uma pequena classe social. 

Entretanto, a expectativa é que esse crescimento seja expressivo ao longo dos anos, e exponencial, permitindo uma consequente expansão do marketing digital.

Qual o futuro do Marketing Digital?

Assim como já destrinchamos no último tópico, sim, o uso do marketing digital deve crescer substancialmente. 

Atualmente, novas estratégias surgem progressivamente e até repentinamente. Smartphones são a chave no início da segunda década dos anos 2000, mas e o que virá depois?

É definitivamente uma incógnita, embora sabe-se que o marketing digital virou um aliado direto dos prestadores de serviço.

A tendência é a história do marketing digital seguir um curso natural, de progressão, evolução e acumulando, ao longo dessa trajetória, novos capítulo cujo final tem tudo para ser feliz para quem decidir investir.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!

1

PREVIOUS POSTSPage 1 of 5NO NEW POSTS