Your address will show here +12 34 56 78
Dicas, SEO

Para fazer um cookie perfeito é preciso seguir uma receita. Contudo, é também necessário colocar um pouco do ponto de vista pessoal de cada um.

Alguns gostam do cookie com gotas de chocolate ao leite, enquanto outros preferem o chocolate meio amargo. 

Há ainda quem prefira o cookie mais tostado, enquanto há também quem prefira ele um pouco mais mole e antes do ponto. 

A semelhança entre preparar um cookie e elaborar uma estratégia digital está intimamente ligada: é necessária uma receita, mas sempre é fundamental pensar no toque pessoal a ser dado.

Como fazer o cookie perfeito e a estratégia de marketing digital ideal?

Mas qual a relação entre fazer o cookie perfeito e montar a estratégia de marketing digital ideal? Bom, toda receita tem uma ordem a ser seguida. Toda receita pode ser alterada de acordo com as preferências ou necessidades de cada um.

Assim, tanto o cookie perfeito, como também a estratégia de marketing digital contemplam uma receita, mas que depende sempre de quem a prepara para colocar o que é necessário para melhor render.

Receita do Cookie perfeito

Em rápida pesquisa no Google, é possível encontrar no portal Tudo Gostoso uma receita de Cookie simples, prático e rápido. 

  • 150 g de manteiga 
  • 3/4 xícara (chá) de açúcar 
  • 1 xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 1 ovo 
  • 1 3/4 de xícara (chá) de farinha de trigo 
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó 
  • 300 g chocolate em gotas ou picado canela e baunilha a gosto (opcional)

Modo de preparo:

  1. Em um recipiente misture a margarina, açúcar e açúcar mascavo; bata até ficar uma mistura homogênea. 
  2. Adicione o ovo batido aos poucos e misture. 
  3. Ainda mexendo, acrescente a farinha aos poucos e a canela e/ou baunilha. 
  4. Por último, o fermento em pó. 
  5. Faça bolinhas pequenas. 
  6. Coloque em uma forma untada e achate as bolinhas deixando espaço entre elas. 
  7. Acrescente o chocolate picado ou em gotas em cima das bolinhas achatadas. 
  8. Asse em forno preaquecido a 200°C por aproximadamente 20 minutos, ou até as bordas dos cookies ficarem levemente escuras. 
  9. Deixar esfriar para desenformar (quando quentes os biscoitos ainda estarão moles).

No entanto, dentro da própria receita é possível fazer substituições conforme o gosto pessoal de cada um; que agrade a cada pessoa.

Receita da estratégia de marketing digital

A relação entre a receita de cookie e a “receita” para a estratégia de marketing digital estão muito atreladas. 

Isso porque, em uma receita você tem os ingredientes dispostos, o modo de preparo e tudo aquilo que compõe a receita para transformá-la em um cookie perfeito.

Entretanto, há sempre as mudanças pontuais na receita, que são adequadas de acordo com os gostos pessoais, ou ainda, trazendo para o marketing digital, as adaptações das estratégias a específicas empresas.

Analise os seus concorrentes

O que seus concorrentes fazem? Qual o tipo de estratégia usam? Adapte e aprimore-as para conquistar ainda mais clientes e se sobressair sobre a concorrência.

Dessa forma, é preciso saber como é a comunicação do concorrente direto, para assim descobrir as melhores maneiras de atrair o público-alvo.

Identifique o seu público-alvo

Em seguida, é necessário fazer o trabalho de identificação do público-alvo a ser atingido. Quais os dados principais a serem pesquisados? 

  • Média de idade do público;
  • Região;
  • Classe social;
  • Frequência de compras;
  • Três principais problemas enfrentados;

Estes cinco pontos a serem respondidos direcionam o caminho a ser seguido na estratégia de marketing digital a ser montada para criação de conteúdo na web.

Pesquise as melhores palavras-chaves

Após definir o público-alvo e entender o que a concorrência faz, é necessário descobrir as palavras-chaves que irão centrar a campanha de marketing digital.

Por exemplo, digamos que seja uma empresa que faça cookies para vender. Quais seriam as melhores palavras-chaves a serem usadas na campanha? Podemos citar algumas, como:

cookie saudável

cookie com poucas calorias

melhor cookie da cidade

cookies de nutella

cookie fit

cookie para emagrecer

Enfim, podem ser diferentes alternativas de palavras-chaves para utilizar na estratégia, contemplando vários cenários possíveis na campanha de marketing.

Saiba como dialogar no meio online

As palavras-chaves servem como um norte para definir a melhor forma de dialogar com um público. Dentro de um nicho é possível ter ramificações. No caso de cookies, por exemplo, é possível oscilar entre as sobremesas doces e as saudáveis. 

Os públicos, assim, serão diferentes, portanto, consequentemente, o teor da conversa será diferente.

Atenção ao captar dados

Estratégia de marketing, seja digital ou convencional, abrange tentativa e erro. Sobretudo no meio digital, com os dados em primeira mão é possível alterar a campanha em caso de erro ou ainda aprimorar o que funciona.

Ofereça algo que seja necessário ao cliente

O cliente não busca mais do mesmo. Por isso, é interessante oferecer e colocar-se em brechas dentro do meio online.

Assim, uma estratégia digital não será a mesma para você e para a concorrência. Terá similaridades, mas nuances diferentes.

Dessa maneira, a busca deve ser pela originalidade, pela adaptação e pela estratégia perfeita de marketing digital. Afinal, a receita existe, é necessário apenas adaptá-la para a sua estratégia.

Se você quer fazer um Marketing Digital bem bacana para sua empresa, a Good Ads tem a solução ideal, vem com a gente!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

Good Ads, SEO

Quantas vezes você já não ouviu que seu negócio precisa estar na tão almejada primeira página do Google? Pois é, talvez todo mundo ao seu redor já deve ter dito isso para você. 

Não seremos nós que faremos diferentes, afinal é o objetivo de todo o empreendedor/criador de conteúdo estar na primeira página do Google. 

Existem, porém, alguns passos até chegar lá, como também outros métodos de se destacar entre elas. 

Conseguir um lugar na seleta lista da principal página do Google para uma pesquisa não é tarefa fácil. 

Afinal, existe o grupo seleto. No entanto, as variáveis de algoritmos costumam mudar quando se passa da primeira página e se alteram muito quando mudamos para a página seguinte, a de número dois. 

Assim, te perguntamos, você já esteve lá? Pois é, parece um lugar um tanto quanto inóspito, mas te apresentaremos um pouco dela.

O que tem na segunda página do Google

A segunda página do Google é, na verdade, um tesouro encontrado para quem deseja alcançá-la, preparar-se e logo em seguida lançar voo rumo à primeira página.

Ao pesquisar algo do seu desejo, digamos, “comprar notebook barato”, você verá na primeira página do Google:

  • alguns links, em torno de cinco no total;
  • o mapa para SEO local, pois privilegia as lojas da região;
  • promoções e exemplos expostos no Google Shopping;
  • links de site otimizados e com o SEO em dia;
  • vídeos de grande engajamento no YouTube;
  • pesquisas relacionadas;

Nota-se, assim, um macro de opções. Tudo bastante delimitado, espaçado e muito bem organizado. Estar ali é, sem dúvidas, um deleite. 

Afinal, se seu negócio é local, ele aparece no mapa. Se seu negócio é abrangente para o Brasil inteiro, todos te encontram. Se seu negócio tem preços competitivos ele estará no Google Shopping. Se seu conteúdo agrada ao público, ele estará ali.

Enfim, grande parte das pessoas sequer passa da primeira página do Google. Segundo estudos, 75% dos usuários já encontram o que procuravam na primeira página de pesquisa. Mas… você já reparou que ainda sobram 25%? 

Não estamos falando de 100 pessoas ou de 1000 pessoas. Estamos falando de milhões de pessoas que fazem centenas de buscas mensalmente. Dá para ter ideia do quão valoroso é isso? 

Quando falamos da segunda página do Google, também falamos em rotatividade. Afinal, quando pulamos a primeira página, o que se vê é o micro. 

  • cerca de 10 links com alguns anúncios;
  • Google Shopping;
  • poucos vídeos do YouTube;

Um espaço mais confortável e fácil de ocupar quando pensamos em atrair aqueles 25% que não se encontraram na primeira página. 

Um passo de cada vez na busca por evidência

É por isso que o trabalho deve ser um processo constante. Para morder e abranger o mais próximo de 100% da sua audiência, é necessário galgar esses passos. Trabalho de formiguinha mesmo!

A segunda página do Google é mais fácil de alcançar do que a primeira. Muito mais fácil, diga-se de passagem. Isso porque a rotatividade é maior, uma vez que os sites se alternam constantemente a partir das mudanças de algoritmo. 

Dessa forma, trabalhar o SEO/palavras-chave, os Ads e o Conteúdo produzido é tão importante. Contando com essas estratégias, o caminho para a primeira página do Google está trilhado, enquanto o ponto de parada momentâneo é a segunda página.

Fazer seu negócio ser diferente

Ser diferente é a base do marketing digital. Não existe receita de bolo. Quando você está buscando concorrer com a palavra-chave ou as buscas por “notebook barato”, por exemplo, por que, então, não atingir essa parcela da população com um jeito diferente?

“Notebook barato rápido”, “Notebook barato para home office” ou ainda “Notebook barato menor preço”. Atingir e segmentar palavras-chave pode ser muito mais interessante para conseguir habitar o inóspito (mas importante) mundo da segunda página do Google.

E você, já foi lá hoje? Deveria!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

Dicas, Good Ads, Marketing Digital, SEO

A internet virou uma grande concorrência, definitivamente. Muitas lojas, muitas ofertas e uma procura igualmente gigante, porém, não muito diversa.

Pesquisas apontam que as pessoas tendem a “viciar” em uma loja na hora da compra. Ou seja, comprando em um site, e aprovando o produto, aquele será, digamos, seu site predileto.

Então, o que fazer para, além de virar o site predileto de alguém, fazê-lo comprar pela primeira vez? É necessário, acima de tudo, aparecer, convencer e, assim, conquistar. 

Entretanto, algumas estratégias precisam ser adotadas, como o Google Ads, mas, sobretudo, o SEO. E há técnicas de SEO muitas vezes utilizadas erroneamente em projetos de e-commerce.

Como, então, corrigir esses erros e alcançar a audiência? Trouxemos algumas soluções em cima dos erros mais comuns. Confira!

Os erros mais cometidos no SEO de e-commerce

O e-commerce depende muito do SEO. Isso porque é credibilidade e propaganda ao mesmo tempo. Afinal, sem que a loja apareça nas primeiras páginas do Google, o comprador já levanta uma pulga atrás da orelha sobre a reputação do e-commerce.

Dessa forma, para evitar esses erros, separamos os mais comuns a serem evitados em sua estratégia de marketing online.

Descrição do produto genérica ou mal elaborada

A descrição do produto precisa ser 100% original e ser utilizado técnicas de copywriting. Assim, a persuasão será a chave da descrição, e não apenas algo genérico.

Fazer da descrição do produto o seu vendedor online. Afinal, é ali que você precisa convencer o usuário. Um pequeno review, um pouco de características positivas e uma boa dose de conversa para conversar o usuário a levar o que é proposto. 

Pouca avaliação dos produtos

Convide as pessoas a avaliarem o produto, mesmo que com um sutil desconto a cada 10 avaliações, por exemplo.

Avaliações são bem lidas pelos motores de busca do Google, e representam uma interação direta entre usuário e e-commerce.

Não otimizar as páginas de produtos

Utilizar palavras-chave é fundamental para o crescimento do SEO de uma determinada página. Otimizar a partir disso faz com que os motores de busca segmentem a página a partir da palavra-chave.

Assim, o público encontrará de forma muito mais fácil o que procura, e agrada, acima de tudo, os motores de busca do Google. 

Títulos repetitivos ou idênticos a outros e-commerces

Por que não mudar os títulos para um mesmo produto? O ideal é sempre ser diferente no SEO. Ter títulos iguais prejudica o produto que entrou depois.

Quando há essa similaridade tão grande, o Google sempre dará prioridade ao mais antigo, ao com mais autoridade no domínio e na página (DA e PA, respectivamente).

URL única e ‘speaking’

A URL ainda é importante para os motores de busca. Ter uma URL pontual e objetiva é essencial, por isso evite as anônimas e também abandone códigos. 

Seja objetivo e, resumidamente, adote a explicação do que é o produto.

Exemplo: o livro ‘1984’, de George Orwell. A URL deve ser:

www.seusite.com.br/livros/george-orwell-1984 ou ainda 

www.seusite.com.br/livro-george-orwell-1984.

Dessa forma, os motores rapidamente avaliam que trata-se do livro de George Orwell. 

Seja original e busque ser único com seu e-commerce

O importante é sempre ser original. Um dos erros mais críticos quando se fala em SEO em e-commerce é a repetição de tudo o que já está sendo feito.

É fundamental bater nessa tecla: só a originalidade destaca. Ser mais um e-commerce sem um apelo diferenciado só colocará o seu site no limbo com outros. 

E o Google Shopping?

Estar no Google Shopping é definitivamente o ápice de um e-commerce. Estar no comparativo de preços e assim competir de igual para igual com a concorrência.

Contudo, há um caminho a ser seguido. Estar no Google Shopping não basta. É preciso estar lá e permanecer. Acima disso ainda, aparecer e fazer o usuário permanecer.

Afinal, seu e-commerce tem o que é preciso para manter o usuário navegando e interessado? A Good Ads pode ajudar a verificar se tudo está em ordem no SEO do seu e-commerce, assim adicionar aquele algo a mais para, assim, se destacar em meio à concorrência.

como vender mais na minha loja online? Good Ads marketing digital te ajuda

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

Good Ads, Google Ads, Marketing Digital, SEO

O ano é 2020 e ainda tem quem duvide da eficiência do marketing digital. A crescente dessa categoria de marketing foi notória nos últimos 10 anos. 

Por esse motivo, de nada adianta ter um site e ele não estar preparado para receber as visitas. Mas, o que quer dizer com estar preparado para receber as visitas? 

Pois bem, pensemos no site como um espaço comercial, por exemplo. Ele está desorganizado, o cliente não consegue achar nada e sequer consegue achar com facilidade o endereço do local. Isso é ruim, certo?

Funciona o mesmo com um site. Um portal que não é intuitivo, é desorganizado e escondido nas últimas páginas do Google jamais atrai o usuário.

Afinal, quem está na internet quer encontrar o que deseja de modo fácil, prático e totalmente eficiente. 

Por esse motivo as estratégias de marketing digital tem uma grande diferença do marketing convencional: elas não visam apresentar um produto, visam proporcionar facilidade ao encontrar.

5 estratégias de marketing digital para adotar imediatamente no seu negócio

Aparecer, permanecer e manter. O tripé do marketing digital se mostra embasado em algumas estratégias específicas, que necessitam atenção de quem busca adotar tais medidas.

Dessa maneira, uma estratégia inicial de marketing digital deve conter cinco ações básicas para crescer aos olhos do público, e, claro, do Google. Confira!

Google Adsense: para aparecer

O Google Adsense serve como a porta de entrada para o marketing digital. É o modo mais rápido e eficiente de saltar e se apresentar para o público. É como sua marca dissesse: Oi, estou aqui! Posso ajudar?

Então, você deve conseguir prestar essa ajuda. Afinal, quem está na busca pela internet procura pela solução de um problema. Dessa maneira, deve-se levar ao conteúdo proposto pela empresa, através de um blog, por exemplo.

SEO: para permanecer

O SEO (Search Engine Optimization) é a forma usual para cavar um espaço no Google; nas primeiras páginas do buscador. 

Através de técnicas pontuais, é possível se posicionar em uma página do Google, e, avançando o uso de tais técnicas, alcançar a almejada primeira página de pesquisas vira uma possibilidade real.

Email Marketing: para apresentar

O email marketing é uma excelente maneira de apresentar novos conteúdos, além de informações complementares que sejam atualizadas. Mantém-se, assim, o potencial cliente informado constantemente.

Dessa maneira, o email marketing é um contato próximo de informação direta entre empresa e usuário. Algo como um pequeno “jornal quinzenal” sobre as novidades referentes a produtos/serviços.

Uma mídia social: para conectar

De início. concentre-se em uma rede social em que seu público mais esteja engajado. Para jovens-adultos, o Instagram é o ideal. Enquanto isso, para pessoas acima de 35-40 anos, o Facebook é a melhor opção.

Por meio disso, cria-se uma comunidade dentro da mídia social, que se conecta, se informa e se auxilia no necessário.

(Aqui temos o instagram de nosso parceiro que faz mídias sociais ou redes sociais, clique aqui!)

Blog: para informar

Lembra quando mencionamos a necessidade de manter o usuário no site? Pois bem, o blog é essa necessidade. Mesmo que existam outros canais de informação, tudo deve estar concentrado no blog.

Ele precisa ser chamativo, ter conteúdo e, principalmente, assistir aos usuários. Oferecer ajuda e solução para os problemas enfrentados. 

Além disso, é sempre importante recordar: não se deve tratar o blog como promoção de produtos e serviços. É uma plataforma de informação.

E você, vai ficar para trás? Adotar o marketing, sobretudo em momentos de crise, é essencial para contornar problemas e assim sobressair diante da concorrência.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja também o nosso artigo sobre: Feng-shui uma técnica Chinesa Milenar para usar em Home-office e escritórios também

Botão entre em contato com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São CarlosBotão blog com a Agência de Marketing Digital Good Ads de São Carlos

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
1

Dicas, Google Ads, Marketing Digital, SEO

A Good Ads trabalha com vários segredinhos do Google. A maior parte deles, a maioria das pessoas que fazem gestão de Google Ads ou SEO já tem mais ou menos uma ideia do que é.

Contudo, depois de anos trabalhando no marketing digital em search, nós acabamos criando nossas próprias estratégias.

O Benchmark que usamos tem um certo “Q” de Good Ads, vamos pegando as melhores práticas do mercado e aplicando em nossos negócios. 

O que traz resultado nós mantemos e o que não dá resultado, descartamos, e assim vai no mundo do marketing digital.

Obviamente, serve para quase tudo na vida.

O que faz bem, você leva para frente, o que não faz, vira experiência!

Assim, vamos dar 3 dicas que podem ser aplicadas em Google Ads ou SEO para você fazer teus clientes, ou tua agência mesmo, subir nas buscas do Google, fica de olho!

3 dicas da Good Ads para subir nas buscas do Google

Sem mais delongas!

Caso o seu objetivo seja ficar na primeira página do Google, subir seu site e conquistar mais o público-alvo, aqui está 3 segredinhos 2020 de buscas do Google:

Primeiro segredo: Aumente o tamanho das suas meta descrições

Nós sabemos que para Google Ads (nome novo do Google Adwords, não sei, mas gostávamos desse antigo nome) não dá para aumentar o tamanho das descrições ou meta description de cada anúncio, afinal o Google limita isso, então essa é uma dica para SEO.

Também sabemos que a maior parte dos conteúdos diz para uma descrição vir com exatos: 155 letras e isso foi aprendido lá atrás, e nós usamos fielmente, mas, com o passar do tempo o Google mesmo achou mais interessante ter descrições maiores.

Dessa forma, haverá mais chances de encontrar respostas mais corretas, detalhadas e com descrições assertivas. Afinal, o Google tem como objetivo te levar exatamente para aquilo que você procura.

Assim, aumente sua descrição na hora de descrever seu anúncio de 155 para 230, com isso você poderá usar mais palavras-chave de acordo com seu nicho, usar palavras-chave de cauda longa, que trará ainda mais melhorias, descrever melhor o que desejas e trazer uma explicação mais detalhada do seu produto, serviço ou do que está oferencendo!

Segunda dica:Converse na língua do seu público-alvo

Sim, parece algo óbvio, você estar falando na mesma língua do seu público-alvo, ou seja, no Brasil você fala português e atinge o pessoal que está em São Paulo, Rio de Janeiro. Na Alemanha você fala alemão, Japão, japonês, e assim por diante…

Mas não é apenas isso.

Pesquisas apontam que a maior parte das pessoas com quem estamos oferencendo produtos, não entendem exatamente um linguagem formal, às vezes entendem, mas não faz parte do mundo delas, o que as afugenta.

Assim, essas mesmas pesquisas dizem que você precisa conversar com seu público como se ele estivesse na oitava série, ou seja, linguagens de alguém que está na oitava série consiga entender exatamente o que você está falando.

Não são gírias, mas sim um português coloquial, uma linguagem informal, no caso.

Isso se aplica na maior parte dos clientes, público-alvo e target, mas você pode sim, se seu público fala mais formalmente, usar esse tipo de linguagem mais rebuscada, é que, a maior parte das pessoas que fazem buscas do Google usam esse tipo de linguagem popular, como se estivesse na oitava série.

Terceiro e último segredo: Aposte em buscas por voz

Okay Google: Melhor agência de Marketing Digital do planeta e quiçá do universo.

Google: “Você quis dizer: Good Ads Marketing Digital?”

Hehe, brincadeiras à parte, a busca por voz está crescendo exponencialmente, com sistemas de captação de voz, seja nos celulares Androids com o Google, nos celulares iOs como a Siri e até a Alexa, as buscas por vozes estão aumentando demais.

Hoje, para facilitar, ao invés de escrever, milhões de pessoas usam o sistema de voz para encontrar produtos, serviços, blogs, vídeos e o que estejam procurando e aí, você precisa estar por lá também.

Para isso é simples: Pensa na experiência de voz como se você fosse fazer a busca, ou seja, pense em algo mais simples, linguagem informal como já falamos acima, e aí você poderá usar palavras de cauda-longa e ranquear mais fácil no Google com elas.

Vamos ao teste: Queremos buscar um Software ERP para pequenas empresas, então nós falamos:

Okay Google, melhor software ERP para micro e pequenas empresas no mercado.

Já aí, tua descrição para elencada no site do seu cliente está como:

Softwares ERP para micro, pequenas e grandes empresas. Saiba já como obter o melhor software para o seu negócio e controlar sua empresa com poucos cliques.

Nós seremos encontrados dessa maneira, fácil, veja as palavras-chave e a disposição. Claro que se você tiver uma disposição ainda melhor das palavras-chave de acordo com a busca o Google entenderá isso mais fácil e entregará o site do seu cliente ao público-alvo dele.

Agência de Marketing Digital Good Ads em São Carlos – SP

Enfim, nós da Good Ads vivemos procurando inovações no mundo do Search ou de buscas do Google para ajudar a melhorar o posicionamento de nossos clientes nas buscas.

Estar na primeira página do Google é que o gostamos de fazer com as empresas e negócios que trabalham conosco, e aí vão muitos testes A/B, criações, inovações, pesquisas e muito mais do Marketing Digital.

Se você gostou do conteúdo e isso te ajuda no futuro, ou mesmo no presente, compartilhe esse artigo nas redes sociais, será bom para todos nós.

Quanto mais informações no mundo das buscas do Google, melhor!

Hasta la vista pessoas do mundo digital!

Caso ainda não saiba o que é Google Ads ou Google Adwords clique aqui que a Good Ads te explica!

Botão Contato Agência Good Ads de Marketing DigitalBotão Blog Good Ads Marketing Digital

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

Conectados, Google Ads, Marketing Digital, SEO

Quantas vezes a gente não repete a máxima do “hoje eu vou dormir cedo”? Logo em seguida são 3h da manhã e estamos pesquisando se helicóptero tem buzina no Google!

Já adiantamos aqui que sim, o helicóptero tem uma buzina. Não como a dos carros, mas ainda assim é uma buzina de alerta ao comandante. 

Bom, agora que você sanou sua dúvida das 3h da manhã antes do celular ser programado para despertar em 4 horas e 31 minutos, que tal sanar algumas dúvidas a mais e encontrar as respostas que tanto busca no Google?

Pesquisas “sem sentido” no Google

Nenhuma pesquisa pode ser considerada sem sentido no Google. Apesar de considerarmos estas dúvidas sem pé e nem cabeça, é preciso lembrar da sua importância.

Quando você pesquisa qualquer tipo de dúvida, é comum o Google já ter a resposta direta na primeira página. 

Ou seja, aquele primeiro endereço online contém, em grande parte dos casos, a resposta para sanar essa dúvida/problema que você tem, seja às 3 horas da manhã, seja às 15h de uma tarde de trabalho.

“Comprar apartamento barato em Santo André”, “serviço de limpeza” ou ainda “comprar brinquedos na promoção”. Enfim, isso é parte da rotina do internauta. 

Todas essas dúvidas englobam uma mesma questão: resolver um problema. Seja uma dúvida banal, seja algo considerado mais importante.

Contudo, afunilando todas estas pesquisas (das banais às relevantes), tem-se um mesmo fim: a resolução de um problema.

Descobrir se helicóptero tem buzina é importante?

Desvendar se helicóptero tem ou não buzina pode não ser das dúvidas mais importantes de uma vida. Contudo, a importância está em como descobrir a resposta para uma eventual dúvida.

O primeiro resultado do Google comporta essa dúvida. E é nesse ponto que queremos focar: na importância de estar na primeira página do Google, e, acima de tudo, na primeira posição de pesquisas.

Cerca de 75% dos usuários se limitam à primeira página do buscador. Por outro lado, destes 75% que ficam na primeira página, mais da metade já consegue sanar sua dúvida no primeiro link do Google.

Esta é a importância do Google Ads e do SEO para qualquer site. Além de impulsionar o site com a primeira posição da primeira página, ele ainda terá agregada a credibilidade para a informação.

Pesquisas sem sentido que todos fazem (ou já pensaram em fazer) ao Google

Agora que você já descobriu que helicóptero tem uma buzina, que tal desvendar mais algumas respostas para perguntas sem sentido que todos fazemos ao Google? Confira!

Qual a diferença entre manteiga e margarina?

Talvez essa seja a mais fácil de ser respondida. Enquanto a manteiga é de origem animal, originada da nata de leite batida, a margarina é uma gordura de origem vegetal.

Quem inventou o bolo de cenoura?

Um dos sabores de bolo mais amados pelos brasileiros não tem um cozinheiro a ser creditado como o inventor. Contudo, é de consenso que foi uma criação brasileira há cerca de 90 anos.

Pode comer o papel do trident?

Esse mito era muito comum nas escolas do passado. Contudo, o papel do Trident não é comestível, e isso foi ressaltado pela própria trident em comunicado oficial.

hoje eu vou dormir cedo - quem abre a porta pro motorista do ônibusQuem abre a porta para o motorista do ônibus?

Caso a janela ao lado do motorista não esteja aberta para ele ter acesso à alavanca de abertura da porta, um dispositivo na parte da frente pode ser acionado para abrir a porta.

Existe cirurgia plástica para os pés?

Sim, existe, e são várias. Podem ser citadas o preenchimento de gordura para facilitar o uso de salto, a correção de dedos e até cirurgia para retirar joanetes. 

Por que a tampa do shampoo é para cima e do condicionador para baixo?

Questão de densidade. O líquido do shampoo é mais líquido, fazendo com que seja mais prático que a tampa fique para cima, evitando vazamentos.

Em contrapartida, o condicionador é mais denso, tornando mais prático seu uso com a tampa virada para baixo.

Pesquisa no Google já faz parte do dia a dia

Seja ela útil ou considerada inútil já é do cotidiano que ela seja feita. E, seja uma pesquisa considerada banal ou importante, é fundamental ter a consciência que todas terão o mesmo fim: sanar o problema.

Por isso, use e abuse do Google, e, caso tenha uma empresa, saiba que ela estar nos primeiros resultados facilita (e muito!) para que seu empreendimento seja popular na web.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! Escreva também qual é seu meme favorito de pesquisas no Google!
Temos outro artigo bem legal sobre Qual é o investimento incial em Google Ads?

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

Google Ads, Marketing Digital, SEO

O Marketing Digital vem, na verdade, de uma vertente do Marketing convencional já conhecido. Pode parecer uma informação surpreendente, mas o marketing tem início datado há mais de 500 anos.

Estima-se que o surgimento do Marketing tenha acompanhado a invenção de Gutemberg da prensa tipográfica. Revolucionária para a comunicação humana, a prensa passou a ser utilizada para as mais diferentes finalidades.

Uma destas foi a propaganda, que, na realidade, começa a passar por um processo de transição de tempo a partir daí. 

O mais incrível do Marketing é como ele evoluiu de acordo com as necessidades, e agregou características e expandiu o leque de vertentes ao longo dos anos. 

Contudo, o Marketing Digital tem uma origem um pouco diferente, desde seu surgimento, até da transição à evolução, bem como as mudanças da qual é obrigado a passar. 

Neste artigo, reunimos um resumo completo de tudo o que você precisa saber sobre a história do Marketing Digital.

Como e quando surgiu o Marketing Digital?

O marketing digital teve origem no surgimento da era da informação. Dessa forma, ele surge paralelamente ao nascimento da internet, estimada na década de 1960, e popularizando-se nas décadas de 1980 e 1990.

Assim como nos dias atuais, essa estratégia digital era utilizada com intuito de alavancar um negócio. Aprimorava-se, através de pesquisas e mensuração de resultados, a criação de materiais que atraíssem o público.

Claro que a mudança foi gradativa ao longo dos anos. Enquanto que nos anos 1980 e 1990, sobretudo no Brasil, uma pequena porcentagem de pessoas tinha acesso a computadores, nos Estados Unidos o número era muito maior.

No entanto, atualmente, com a facilitação de acesso, principalmente a smartphones, a mudança, inclusive na linguagem do marketing digital, mudou completamente. 

Mas o que é Marketing Digital?

Traçar a história do Marketing Digital, é contar a evolução da internet. Nos Estados Unidos, por exemplo, a era da informação tem início no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, quando sites começaram a surgir, e a população começou a ter acesso facilitado ao serviço.

Já no Brasil, por outro lado, esse boom acontece em meados dos anos 2000, com a popularização do computador, e dos serviços de banda larga, que no início do milênio ainda tinha, como majoritária, a conexão via internet discada. 

Dessa maneira, quando os primeiros serviços de 150kb de internet começam a se popularizar, a era da informação tem início. Pessoas passam a criar conteúdo para pessoas. Pessoas começam a propagar para pessoas.

É assim que o Marketing Digital começa a surgir no Brasil. Sutil, mas percorrendo andares, e não mais degraus. O avanço rápido da tecnologia, e da evolução das próprias tecnologias de informação, fez com que o Marketing Digital passasse a ser majoritário.

Nesse caminho, a utilização de blogs, email, redes sociais, sites profissionais e empresariais e outras fontes foram circunstanciais para o avanço da estratégia digital. 

Através destes canais, o lançamento de campanhas publicitárias e ofertas de produtos eram facilitados. Além disso, também foi possível a divulgação prática de estabelecimentos e ofertas de serviços, desde locais até internacionais. 

Isso tudo abrange o público-alvo delimitado, que, atualmente, fica muito mais prático de ser captado. Afinal, com informações disponibilizadas, e estratégias concisas, é possível atingir exatamente quem deseja-se atingir. 

Como se elaborada a estratégia?

Por meio disso, uma descrição clara, objetiva e eficiente pode ser determinante para atrair um potencial cliente. 

Define-se, portanto, uma estratégia clara de oferta ao público, aplicando-se técnicas de SEO, investindo em Google Ads e focando-se nas redes sociais para atrair um grande público.

Dessa maneira, o marketing digital aparece como um alavancador de marca. Através de estratégias previamente acordadas, é possível atrair uma gama maior de público, segmentada, e que, provavelmente, sem a estratégia digital seria dificilmente atraída.

Afinal, a quem estava restrita a propaganda de massa? Às grandes empresas! Atualmente, uma pequena empresa pode aparecer tanto quanto a multinacional, basta ter a estratégia correta previamente estabelecida, além de um público-alvo bem definido.

Como era antes?

E é através disso que analisamos como era no passado recente. Afinal, você lembra como era o marketing antes da era digital começar a tomar a linha de frente das estratégias e publicidades? 

Antes de todo o avanço tecnológico que atingiu o mundo, além, claro, do próprio aprimoramento e lapidação do marketing digital, a divulgação de produtos e serviços se dava, majoritariamente, e até pode-se dizer restritamente, aos veículos de comunicação da época.

Jornais, revistas, televisão e rádio tinham por objetivo ser os meios de comunicação em massa. A fim de conquistar o boca a boca da população, campanhas massivas eram formuladas, com o intuito de atingir uma grande parcela da população.

Concorrência desleal

Poucas eram as empresas, no entanto, capazes de manter o investimento nesse tipo de divulgação. A saída foi o marketing físico, com folders, outdoors e placas de publicidade espalhadas pelas vias e ruas das cidades.

Com o advento do marketing digital, nota-se uma equiparação no potencial de investimento, sobretudo para quem conhece definitivamente seu público dentro do meio tecnológico.

Gastos x investimento

Se antigamente gastava-se um budget elevado para aparecer na televisão, e assim atrair uma massa heterogênea de pessoas (em que muitos sequer faziam parte do público-alvo), atualmente, com o marketing digital, tem-se, não só um budget menor como exigência, mas uma segmentação maior do público homogêneo que deseja-se atingir.

O investimento pluralizou, e possibilitou-se uma maior gama de publicidade, e, além disso, mais segmentada. 

Se antigamente a desvantagem era gigantesca para as micro e pequena empresas, atualmente a concorrência se equilibra, bastando ter um plano de marketing corretamente formulado.

O Marketing e a era digital

A televisão foi a grande revolução do marketing. O rádio era o principal veículo de comunicação à época. Contudo, ao se relacionar áudio e vídeo, a televisão ganhou projeção.

Em 1973, a primeira chamada de celular foi feita. Contudo, foi em 1981 que a grande revolução acontece, com a IBM apresentando o primeiro computador pessoal. Em 1984, o primeiro Macintosh surge.

Nos EUA dos 1990 acontece o verdadeiro boom da internet, tanto para fins militares, como industriais e então pessoais. 

Não demorou muito desde a apresentação dos computadores pessoais para que impressoras pessoais também surgissem. Assim, a facilidade para impressão de publicidade física tornou-se facilitada.

Entretanto, a grande consequência do computador pessoal foi a internet e, posteriormente, o email. 

Foi no ano de 1994 que a primeira mensagem eletrônica foi automatizada e enviada em larga escala (diga-se, aqui, o primeiro spam, enviado para milhares de correios eletrônicos).

O poder que o email mostrou possibilitou, assim, o surgimento do email marketing, comum e presente até os dias de hoje, e totalmente atemporal.

Do resultado desse spam, uma estratégia de marketing digital presente até os dias de hoje surgiu. O email marketing se popularizou, e foi o marco do marketing na era digital.

Dessa nova estratégia de marketing, surgiu uma linha do tempo gradativa, num intervalo curto de tempo, abrangendo: 

  • Surgimento dos mecanismos de busca e preocupação com SEO;
  • Dos blogs surge o Marketing de Conteúdo;
  • O Fenômeno do Facebook desencadeia o Marketing de Redes Sociais;
  • Google Ads cria a monetização da propaganda de micro a grandes negócios;
  • Dispositivos móveis obrigam a criação de responsividade, objetividade e clareza na mensagem;

Dessa maneira, a partir das várias conexões possibilitadas pela internet, o marketing digital emergiu. Emergiu para expandir marcas, serviços e produtos que o convencional jamais conseguiria divulgar para a grande massa.

10 vantagens do Marketing Digital para o Marketing Convencional

  1. Possibilita conquistar presença e visibilidade no meio online;
  2. Tem uma alta escalabilidade, o que proporciona alcançar vários espaços ao redor do mundo;
  3. Construção de uma audiência fidedigna, real e segmentada;
  4. Acompanha a jornada de compra do cliente e abrange estratégias relacionadas ao funil de vendas;
  5. Desenvolve um relacionamento mais próximo – de um para um – com a audiência;
  6. Fideliza clientes e garante, além de credibilidade, autoridade;
  7. Destaca-se em relação à concorrência que pouco investe na estratégia digital;
  8. Permite a análise de métricas para tomada de futuras decisões e ações;
  9. Custo-benefício maior em relação ao marketing convencional;
  10. Aprimora e melhora as taxas de conversão de clientes em leads;

O Marketing Digital vai extinguir o Convencional?

Não, o Marketing Digital não vai acabar com o Marketing Convencional. Contudo, a presença do digital diminui, cada vez mais, a potencialidade do convencional.

Com a capacidade de atingir um grande público segmentado, as estratégias digitais têm servido, inicialmente, como uma ação tangente, embora tenha assumido o protagonismo nos últimos anos.

Com a passagem das primeiras décadas de amadurecimento do Marketing Digital, especialmente no Brasil, é uma perspectiva de futuro que as ações digitais tornem-se majoritárias.

Acima de tudo, transformem-se em ações pontuais, apesar de que as convencionais ainda terão o seu público. Afinal, no Brasil, o acesso às tecnologias de informação é um privilégio a uma pequena classe social. 

Entretanto, a expectativa é que esse crescimento seja expressivo ao longo dos anos, e exponencial, permitindo uma consequente expansão do marketing digital.

Qual o futuro do Marketing Digital?

Assim como já destrinchamos no último tópico, sim, o uso do marketing digital deve crescer substancialmente. 

Atualmente, novas estratégias surgem progressivamente e até repentinamente. Smartphones são a chave no início da segunda década dos anos 2000, mas e o que virá depois?

É definitivamente uma incógnita, embora sabe-se que o marketing digital virou um aliado direto dos prestadores de serviço.

A tendência é a história do marketing digital seguir um curso natural, de progressão, evolução e acumulando, ao longo dessa trajetória, novos capítulo cujo final tem tudo para ser feliz para quem decidir investir.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
1

Google Ads, Marketing Digital, SEO

Então sua empresa decidiu começar a investir em marketing. O digital foi o escolhido, e o pacote completo selecionado. A presença no meio online é a prioridade da marca.

Ganhar credibilidade, novos clientes e, obviamente, gerar oportunidade de negócios. As possibilidades oferecidas pelo marketing são imensas, e fazem total diferença dentro do concorrido mercado.

Dessa maneira, é necessário separar um budget de investimento. E repare bem na palavra: investimento. Marketing e propaganda são investimentos, jamais um gasto.

Isso porque em uma venda do produto, ou em um ganhar de cliente fiel, todo seu investimento proporciona o retorno primário. 

Por isso é tão importante o marketing, pois ele vai além da marca estampada fazendo a publicidade. Ele engloba o tratamento direto com o cliente, o contato e o oferecimento de algo a mais a ele. 

publicidade nas cidades e marketing digital good ads

O que é o budget do marketing?

O budget do marketing é basicamente o orçamento definido para investimento em publicidade, propaganda e atendimento. Isso mesmo, o investimento no setor que contata diretamente o público-alvo também conta como marketing.

Assim, é importante definir o que se considera o marketing, e ele abrange toda a comunicação externa e interna da empresa.

Se você tem uma microempresa, você quer ter um contato mais próximo com seu público-alvo; defini-lo, acima de tudo, é fundamental, e isso depende de uma boa equipe de marketing.

Dessa forma, as melhores estratégias abrangem o meio correta de atingir esse dado público. E acredite: isso faz toda a diferença na maneira que sua empresa será vista no mercado. 

Como definir o budget do marketing?

O budget do marketing, assim como qualquer orçamento da empresa, deve comportar cada detalhe a ser investido. Portanto, em que você deseja investir? Para definir, é fundamental antes conhecer os campos.

Redes sociais

O trabalho em redes sociais precisa conferir desde conteúdo textual até de imagem e vídeo que atendam o público-alvo. Cada rede social comporta um diferente público, então é fundamental saber em qual focar.

Google Ads

O Google Ads é fundamental para sua empresa, pois o Google abrange todos os públicos, então é necessário saber como atingi-lo através de palavras-chave específicas e minuciosamente estudadas.

Email Marketing

O email marketing é uma comunicação mais direta, e também focada em um determinado público. Se seu produto é destinado a pessoas mais jovens, não será pelo email que você irá convertê-las, certo?

Blog e SEO

Credibilidade é a palavra para o blog. Conferir autoridade sobre um tema possibilita muito mais conversão do público. Um exemplo básico são as chuteiras de futebol. Quem as empresas chamam para serem garotos-propaganda? 

Exatamente, jogadores, pois são autoridades no assunto, e chamam credibilidade.

Atendimento

O atendimento comporta o primeiro contato via redes sociais e/ou email. De modo a fazer uma triagem, elaborar um FAQ completo e de modo a garantir que as dúvidas do visitante sejam sanadas de forma objetiva.

O que considerar quando definir o orçamento?

O contato com uma agência especializada já é muito válido para tentar elaborar um provável orçamento. Isso porque cada empresa será única para a estratégia que comportará.

De modo a garantir que o orçamento não estoure, ou ainda para evitar qualquer tipo de problema, é fundamental que seja considerada a opinião de especialistas.

Por isso, antes de estipular metas, elaborar estratégias digitais ou ainda tentar colocar a mão na massa às cegas, lembre que uma agência de marketing digital pode te ajudar nesse caminho.

Por que marketing digital é tão importante hoje em dia?

Com a avalanche informacional vivida atualmente, é comum encontrar muita desinformação, e, além disso, ficar escondido atrás dela. Por isso é importante se fazer presente.

Sem uma estratégia digital coerente e concreta, você não só não aparece para o público, você fica enterrado em meio a sites, páginas e concorrentes.

Por ter muitas opções disponíveis na internet, a chance de, enfim aparecer, é com o marketing digital. Por que não experimentar e começar 2020 com o pé direito? Vem que a Good Ads te dá o suporte que precisas!

Gostou do artigo? Deixe um comentário!
Veja o nosso sobre: Por que em 2020 você deve investir em Marketing Digital? Good Ads!

Botão Contato Agência Good Ads de Marketing DigitalBotão Blog Good Ads Marketing Digital

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
2

Dicas, Google Ads, SEO

Um novo ano chegou! O momento é ideal para começar a pensar como sua empresa se comportará, com crescerá e, claro, estipulará as metas trimestrais.

Um trabalho árduo, com certeza. Entretanto, é fundamental para ver a empresa crescer: um plano de ação, marketing e metas. Esses três pilares são imprescindíveis para quem deseja engrandecer a empresa.

O plano de ação fala do quê e de como a empresa executará estratégias para conseguir alcançar seus objetivos. Pois bem, esse plano pode ter um intervalo mais longo de tempo, variando de 1 a 3 anos. 

Enquanto isso, o plano de metas complementa o plano de ação. Ele será correspondente à cada objetivo (realista) a ser alcançado em um determinado período de tempo. 

Por fim, o plano de marketing é mais detalhado, e ele serve como um elemento crucial para o crescimento da empresa. 
marketing digital good ads agência

Como o plano de marketing é fundamental para o crescimento da empresa?

Um plano de marketing engloba pessoas. Pessoas são os consumidores. A lógica é inegável, e é interessante como, seja pelo plano de ação, seja pelo plano de metas, ambos são coordenados pelo plano de marketing.

Então, se você quer expandir sua empresa, alcançar metas mais ousadas e apresentar sua empresa para uma gama maior de pessoas, o marketing é imprescindível.

Sabe quando a pessoa vê sua empresa no Google? Isso é marketing. Sabe quando a pessoa vê sua empresa no Facebook? Isso é marketing. Sabe a recomendação que uma pessoa faz para outra? Isso é marketing. 

Então o marketing é o pilar maior de qualquer estratégia. Quer evoluir? Quer ganhar notoriedade? Quer ganhar credibilidade? O marketing é a resposta.

5 motivos para investir em marketing na pequena empresa em 2020

Muito além de fazer marketing, você precisa se questionar sobre uma coisa:

Onde as pessoas estão atualmente? 

A resposta é óbvia, certo? Na internet; no Google; nas redes sociais. Por isso, marcar território no ambiente virtual é imprescindível para que suas metas sejam alcançadas, e você possa chegar nessa mesma época de 2020 satisfeito com o que colheu. 

Assim, a Good Ads explica cinco motivos que levarão você a investir em marketing digital ao longo do próximo ano. Confira!

1) É barato!

O custo/benefício do investimento em marketing digital é o que mais atrai. Sem panfletos, sem outdoors, sem propagandas na televisão. Tudo o que você precisa é do Google Ads, Redes Sociais e um Blog.

2) Resultados a curto, médio e longo prazo

Os resultados são variáveis de acordo com a estratégia adotada. A curto prazo, o Google Ads te leva diretamente para a primeira página do Google. A médio prazo temos as redes sociais. 

A longo prazo, o SEO, com textos em um blog que trazem credibilidade, autoridade e fidelidade.

3) Credibilidade e autoridade

Outro ponto, sobretudo com a incorporação de um Blog, é a noção de especialidade sobre o assunto. Ser especialista naquilo que você vende é imprescindível para o comprador.

Ele vai confiar muito mais na qualidade do produto caso você mostre que tem o tato para com o que você trabalha.

4) Criação de fidelidade com a clientela

O que pode ser melhor para um cliente do que ele ser bem tratado? Na internet isso é possível por meio de conteúdo. Hoje as pessoas querem consumir. 

Oferecer um conteúdo que adicione a elas e que seja atrativo é uma ótima forma de manter o cliente fiel. Sem isso, ele será um comprador de uma ou duas oportunidades, e pronto. Não é isso que você quer, certo?

5) Expandir a marca

Como pequena empresa, você quer atingir novos níveis, certo? Mas por onde começar para atingir um público maior. Exato, propagar a marca!

Dessa forma, com alinhamento de Google Ads, Redes Sociais e SEO você está em todos os campos; em todos os momentos. Uma forma de atingir todos os públicos, em todas as suas fases de decisões de compra (o famoso funil de vendas, já ouviu falar?).

Agência Full Service: você já ouviu falar?

Uma agência que comporta todos os serviços que você precisa para a sua empresa crescer e atingir objetivos. Email Marketing, Google Ads, Links Patrocinados, Guest Posts, SEO, Blog, Redes Sociais e muitos outros. 

Enfim, uma gama enorme de oportunidades que você só terá se conectar todos os serviços que o marketing digital comporta. Quer começar 2020 com os dois pés rumo ao sucesso? Então você precisa investir em marketing digital.

Gostou do artigo? Vamos investir no futuro?

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
1

Google Ads, SEO

Há cerca de 30 anos atrás, quando você precisava anunciar um produto ou um serviço, deveria recorrer à mídia convencional, ou ainda estratégias ortodoxas. 

Ou seja, rádio, TV, jornal, revistas ou ainda panfletagem, outdoors ou pessoas com fantasias toscas distribuindo flyers. Brincadeiras à parte, mas definitivamente era assim que ocorria.

A discrepância entre quem tinha verba para publicidade (média ou grande empresa) para quem não tinha esse poderio publicitário (micro e pequenas empresas) era grande.

Com a internet surgindo, isso mudou. O jogo não necessariamente inverteu, mas a régua que separava diminuiu substancialmente. 

Em função das diversas formas de fazer publicidade, nota-se que a criatividade ganhou corpo, e atualmente se equivale, inclusive, ao orçamento destinado. 

Os tipos de anúncio convencional

Anúncio convencional já é conhecido e propagado com intensidade hoje. Ele pode ser oriundo da mídia ou de estratégias mais arcaicas, por assim dizer. 

Abrange-se, portanto, o uso das mídias tradicionais, como rádio e jornal local para anunciar um pequeno negócio municipal. Ou ainda a televisão ou um outdoor para atingir um determinado público regional, sem perder a grande massa ou novos clientes.

Enfim, as estratégias convencionais de marketing são bastante conhecidas e já utilizadas há anos pelas empresas. 

Ainda há uma relutância muito forte em descartá-las por completo, uma vez que ainda é tida como a mais eficiente forma de atingir um público que ainda consome pouca publicidade online, e também de uma determinada região.

Assim, dentro de uma pequena cidade, uma pequena empresa geralmente vai optar por anunciar em uma rádio local, por exemplo.

Contudo, o quanto isso é rentável hoje em dia? E será que não é possível segmentar totalmente o anúncio online para direcionar a uma pequena parcela de pessoas de uma pequena cidade?

Motivos para usar o anúncio convencional

  1. Atinge grande números de pessoa;
  2. Contato direto com quem você quer atingir;
  3. O caminho até alcançar o marketing boca a boca ainda é mais fácil;
  4. Público com idade mais avançada ainda é relutante ao marketing online, e mais adepta ao convencional;
  5. De acordo com o IBOPE, em 2014, 57% das pessoas ainda assiste televisão por longos períodos de tempo;

Anúncio online: estratégias a adotar

O anúncio online ganhou corpo nos últimos anos, sobretudo com as novas estratégias surgindo. Muito além das redes sociais, como o Facebook Ads ou Instagram Ads, por exemplo – que são eficientes -, a ideia é trazer a inovação.

O Google Ads chegou para definitivamente transformar a aba de pesquisa do Google em uma tela de anúncio e útil ao mesmo tempo.

Isso porque, com links patrocinados, é possível oferecer um conteúdo de qualidade ao usuário, que o fará retornar, como também aparecer nas primeiras posições do maior buscador do mundo. 

Além do Google Ads, o SEO (Search Engine Optimization) cresceu. O uso de palavras-chave regionalizadas também foi impulsionada, permitindo que pequenos centros encontrem conteúdo de forma mais rápida e prática.

A aliança entre os dois é precisa e necessária. Afinal, enquanto um fisga, o outro mantém. É o marketing de anúncio online em colaboração com o marketing de conteúdo.

Afinal, atualmente, as pessoas buscam por soluções de problemas na internet. O Marketing de Conteúdo, inserido nos anúncios online, é o que proverá a vontade do usuário de retornar.

Benefícios do anúncio online

  • Cerca de 70% da população tem acesso a internet;
  • Maior fonte de informação de quem tem acesso online é pela internet;
  • Número de usuários cresce abruptamente;
  • Para encontrar soluções para problemas, a busca no Google é sempre a primeira opção;
  • Anúncios online são segmentados, e destinados ao público desejado;
  • Custo/benefício que se paga;
  • Cria fãs, proporciona credibilidade e promove a marca como especialista;

Anúncio online ou anúncio convencional: qual você prefere?

Por que preferir quando se pode aliar o anúncio online com o convencional? Tudo é variável conforme sua estratégia, público-alvo e produto. 

Contudo, vale ressaltar que o anúncio online tem ganhado corpo como uma oportunidade, sobretudo financeira, para crescer. 

Além da possibilidade de segmentar os anúncios, o investimento se dá conforme a conversão é feita.

Ou seja, você só paga quando o anúncio é devidamente visto por um usuário. Não há o risco do outdoor que não é visto, da propaganda de TV que é ignorada ou da página de jornal que é folheada.

O anúncio online foi esquematizado para ser visto. Basta ser atrativo, convidativo e vendível! Com o perdão da última palavra inexistente, a Good Ads é capaz de criar isso para você. 

Por que não experimentar?

 

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0
0

PREVIOUS POSTSPage 1 of 4NO NEW POSTS