Social Media (Partners)

Como o Instagram se tornou a rede social mais usada por empresas

O Instagram fez seu aniversário de 10 anos em 2020. Ao longo de pouco mais de uma década, o Instagram vem sendo um protagonista entre as redes sociais, visto que a queridinha dos influencers e das empresas.


O aplicativo que começou como uma ferramenta de filtros viveu um estrondo ao ser comprada por US$ 1 bilhão pelo Facebook, em 2012, quando contava com meros 30 milhões de usuários e sequer tinha versão para celulares Android.


Com mais de 1 bilhão de usuários ativos, o Instagram é a quinta maior rede social do mundo, mas nem por isso deixa de ter suas particularidades, sobretudo no ramo dos negócios.


Por que uma empresa precisa estar no Instagram?


O Instagram tem usuários compradores. Usuários que são público-alvo. Usuários que engajam. Afinal, qual empresa não quer atrair isso para o seu negócio? 


Quando falamos da criação de perfis profissionais, falamos muito mais em apresentar e engajar o produto/serviço ao usuário do que necessariamente crescer o número de seguidores.


Por essa razão o conteúdo tornou-se um fator primordial para garantir a melhor forma de se comunicar com o público-alvo. Isso porque é ali que há o contato direto, o crescimento em autoridade e a troca de atenção entre potencial cliente e empresa.


Com o mundo digital em plena ascensão, as pessoas cada vez mais estão com os celulares em mão. Não à toa o Brasil é um dos países cuja população mais tempo passa no celular. Então, novamente, por que não estar no Instagram com presença efetiva?


5 razões para a empresa ter uma conta no Instagram


Estar no Instagram não é ter um perfil às moscas. É criar, compartilhar e interagir. Portanto, é importante conhecer cinco razões para sua empresa estar realmente no Instagram, criando e propagando o produto e/ou serviço.


Foco na imagem e vídeo


Imagem e vídeo geram conexão emocional imediata nas pessoas. Diferentemente dos textos, as imagens e os vídeos são muito mais contagiantes e mais facilmente compreendidos, visto que não exigem a necessidade de interpretação mais aprofundada.


Quando falamos em criar conteúdo para o Instagram, porém, falamos na combinação adequada de imagem/vídeo (que chama a atenção) ao texto (que prende, engaja e prospecta). 


Proximidade com os Stories


Na prática, os stories convencionam a sensação de humanidade à marca. Com imagens de bastidores, a amostra de quem está por trás do trabalho e tudo aquilo que cerca a marca aproxima bastante os potenciais clientes da empresa.


Por isso, essa é uma ótima maneira de interagir, conectar, conversar e até consultar o público. Assim, a ferramenta pode ser uma interessante métrica do que fazer e do que não fazer no perfil da empresa.


O tráfego pago facilitado no Instagram


Lembrar do período em que os anúncios eram restritos à mídia convencional dá uma tristeza, não é mesmo? Afinal, onde estava a pluralidade no jornal, na revista, na televisão ou no rádio? 


Com as redes sociais, o público ficou muito mais objetivo e certeiro. Através do tráfego pago é possível seguir essa segmentação e garantir que o conteúdo criado chegue ao usuário que se consome periodicamente este conteúdo.


Fazer lives e consequentemente maior contato


As lives ganharam corpo com o avanço da pandemia, mas devem virar uma tendência mesmo quando o coronavírus ficar no passado. Isso porque a facilidade na transmissão, o contato prático com os seguidores através do chat e a possibilidade de fazer conteúdo ao vivo é fundamental.


Afinal, quanto maior o leque de conteúdos, maior é a facilidade de atingir novos usuários..


IGTV possibilita vídeos longos e mais profundos


Além de todas as funcionalidades existentes, o Instagram ainda garante aos creators uma remuneração pelo IGTV, através de anúncios. Contudo, o fato que mais chama a atenção é possibilidade de criação de vídeos de até uma hora de duração. 


Com alta qualidade, o perfil garante maior autoridade nos conteúdos, possibilitando uma maior profundidade no conteúdo abordado.


Afinal, o Instagram está morrendo?

Com tantas variedades e possibilidades para criar conteúdo, o Instagram pode ter diminuído o seu alcance, mas jamais morrer. Muito provavelmente a rede social seguirá o caminho de seu irmão mais velho, o Facebook.


Um público segmentado, mas fiel, tal como a maior rede social do mundo. Entretanto, é impossível não garantir estratégias digitais no Instagram. Até porque, esteticamente, a rede social ainda é uma das melhores.


Com a adoção do Reels, é ainda provável que a rede consiga se adequar sempre à concorrência e, com a garantia de compras dentro do aplicativo, consiga abranger todas as necessidades de uma empresa na internet.

 

Autor


Avatar